Sardoal inaugura esta quinta-feira o Centro de Interpretação da Semana Santa. Foto: CMS

O Centro de Interpretação da Semana Santa e do Património Religioso de Sardoal, localizado na Capela de Nossa Senhora do Carmo, vai ser inaugurado esta quinta-feira, dia 22 de setembro, feriado municipal, no âmbito das Festas do Concelho 2022.

O projeto integra conteúdos multimédia que dão a conhecer o Património Imaterial do concelho, nomeadamente a Procissão dos Fogaréus, as Festas do Espírito Santo ou as capelas enfeitadas com tapetes de flores, ao longo dos 12 meses do ano e sem os turistas estarem dependentes das sazonalidades dos eventos para apreciarem a cultura, o património e as tradições sardoalenses, nomeadamente as religiosas.

“Em poucas localidades do país, sejam elas cidades, vilas ou aldeias, poderemos encontrar, num curto percurso de 1.500 metros, no seu centro histórico, três igrejas e seis capelas, com um valiosíssimo espólio artístico e que importa potenciar numa lógica de património de fé e religiosidade”, salientou Miguel Borges, presidente da Câmara de Sardoal, relativamente ao Centro de Interpretação, um investimento na ordem dos 300 mil euros.

A criação de um Centro de Interpretação da Semana Santa nesta capela do Sardoal passa por “criar um conjunto de elementos, através das novas tecnologias, que possam ajudar os visitantes a perceber a importância da Semana Santa de Sardoal” quando visitam o município fora do período da Páscoa.

Assim, a partir desta quinta-feira, a Capela de N.ª Sr.ª do Carmo será o ponto de partida para uma visita ao património religioso de Sardoal. No Centro de Interpretação, que agora abre portas ao público, o visitante pode ficar a conhecer as tradições da Semana Santa e Páscoa em Sardoal 365 dias por ano. Para tal, faz-se uso de imagens, vídeos e novas tecnologias que permitem uma maior interação como, por exemplo, fazer virtualmente um tapete de flores.

Além disso, nas Capelas e Igrejas da Vila passarão a estar disponíveis QR Codes que, através de áudio guias, permitirão ao visitante ficar a conhecer de uma forma histórica, cultural e patrimonialmente rigorosa estes templos.

O Centro de Interpretação da Semana Santa e do Património Religioso de Sardoal resulta de uma candidatura, apresentada pelo Município em 2016, a fundos comunitários.

O projeto desenvolveu-se em duas fases. A primeira consistiu na requalificação e restauro da Capela de N.ª Sr.ª do Carmo e a segunda no equipamento do espaço e produção dos conteúdos que estarão disponíveis.

Na sua totalidade o projeto orçou em 312.691,43 euros, sendo que cerca de 85% foi comparticipado por fundos comunitários e o restante assumido pelo Município.

Paula Mourato

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.