"Os incêndios são inevitáveis" e risco no sul da Europa "vai agravar-se", disse em Abrantes o investigador Xavier Viegas. Foto arquivo: Paulo Jorge de Sousa

Todos os habitantes da aldeia de S. Simão, no Sardoal, cerca de 50 pessoas, foram transferidos esta noite para o quartel dos bombeiros devido a um incêndio que, às 01:30 desta quarta-feira, ainda continuava por controlar, mantendo 702 operacionais no terreno, num combate conjunto a um outro incêndio que lavra no vizinho concelho de Abrantes.

Paulo Jorge de Sousa

Nasceu no Sardoal em 1964, e é licenciado em Fotografia. Fez o Curso de Fotojornalismo com Luíz Carvalho do jornal “Expresso” (Observatório de Imprensa). É formador de fotografia com Certificado de Aptidão Profissional (registado no IEFP). Faz fotografia de cena desde 1987, através do GETAS - Centro Cultural, do qual também foi dirigente e fotografou praticamente todos os espetáculos. Trabalha na Câmara Municipal de Sardoal desde 1986 e é, atualmente, Técnico Superior, editor fotográfico e fotógrafo do boletim de informação e cultura da autarquia “O Sardoal” e de toda a parte fotográfica do Município. É o fotógrafo oficial do Centro Cultural Gil Vicente, em Sardoal. Em 2009, foi distinguido pela rádio Antena Livre de Abrantes com o galardão “Cultura”, pelo seu percurso fotográfico. Conta com mais de meia centena de distinções nacionais e internacionais. Já participou em dezenas de exposições individuais e coletivas.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.