Quarteto César Cardoso. Foto: Hot Club Portugal

O final desta semana vai ter um ritmo jazzístico de topo com o Sardoal Jazz a regressar ao Centro Cultural Gil Vicente entre os dias 4 e 6 de maio. Carlos Barretto, Mário Laginha, Pedro Madaleno e Javier Alcántara passaram pelo palco nos anos anteriores e a quarta edição propõe concertos dos Violets are Blue e LST – Lisboa String Trio à tarde e dos Desbundixie e César Cardoso Quarteto à noite.

O ritmo jazzístico começa a fazer-se sentir às 21h30 de sexta-feira com o concerto dos Desbundixie, banda de Leiria composta por Manuel Sousa (trompete), Flávio Cardoso (clarinete), César Cardoso (saxofone tenor), Ricardo Carreira (trombone), Pedro Santos (banjo/voz), Daniel Marques (tuba) e João Maneta (bateria). O Dixieland irrompe transforma o auditório em Nova Orleães durante um concerto a que ninguém ficará indiferente, segundo a fama do grupo irreverente em improvisar.

Desbundixie

A esplanada do Espaço Cá da Terra volta a receber os sons swing e vintage misturados com o R&B, a essência dos anos 90 e temas mais recentes que marcam as atuações dos Violets Are Blues. O trio estreou os espetáculos neste espaço no ano passado e regressa ao final da tarde de sábado para um novo concerto em que “Cheek to cheek”, “Hit the Road Jack”, “Back to black ” e “Englishman in New York” têm encontro às 18h00.

Violets are Blue

Este é um dia de regressos e César Cardoso dos Desbundixie volta a subir ao palco pelas 21h30 com o seu quarteto. O saxofonista que tem no currículo a Escola de Jazz do Hot Clube de Portugal e a Orquestra Jazz de Leiria surge acompanhado por Bruno Santos, Demian Cabaud e André Sousa Machado para apresentar os temas do novo álbum “Interchange”, lançado em fevereiro deste ano que conta com a participação especial do músico porto-riquenho Miguel Zenón.

César Cardoso Quarteto

O cartaz deste ano encerra com o concerto dos LST – Lisboa String Trio num momento em que o jazz é envolvido por sonoridades bem portuguesas. José Peixoto leva a guitarra clássica, Bernardo Couto a guitarra portuguesa e Carlos Barretto – outro regresso – o contrabaixo para interpretar o repertório em que o fado não fica esquecido.

LST – Lisboa String Trio

O Sardoal Jazz estreou-se em 2015 e levou Sinfo Dixie, Carlos Barretto Lokomotiv e Yuri Daniel Quartet ao Centro Cultural Gil Vicente. Na segunda edição, o ritmo jazzístico invadiu o concelho com Xaral´s Dixie, Pedro Madaleno Sexteto e Mário Laginha. No ano passado, além dos Violets Are Blues, passaram pelo palco os Cottas Club Jazz Band, o espanhol Javier Alcántara e Carlos Barretto, que juntou o seu contrabaixo ao guitolão de António Eustáquio.

Os bilhetes para cada concerto custam três euros, mas se pensa estar na plateia nos três dias é preferível optar pelo passe que custa não o triplo, mas o dobro (seis euros). Os ingressos podem ser adquiridos no Centro Cultural Gil Vicente entre as 16h00 e as 18h00 nos dias úteis, entre as 15h00 e as 18h00 de sábado ou 45 minutos antes do início dos espetáculos.

Sónia Leitão

Nasceu em Vila Nova da Barquinha, fez os primeiros trabalhos jornalísticos antes de poder votar e nunca perdeu o gosto de escrever sobre a atualidade. Regressou ao Médio Tejo após uma década de vida em Lisboa. Gosta de ler, de conversas estimulantes (daquelas que duram noite dentro), de saborear paisagens e silêncios e do sorriso da filha quando acorda. Não gosta de palavras ocas, saltos altos e atestados de burrice.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.