Praia fluvial do Alamal, em Gavião. Foto: DR

A praia fluvial do Alamal, em Gavião, foi distinguida com o prémio Cinco Estrelas regiões 2022, na categoria de praias, e a albufeira de Montargil, em Ponte de Sor, foi igualmente distinguida na categoria de reservas, paisagens e barragens. A cerimónia de entrega de prémios decorreu na quinta-feira, 2 de junho, em Reguengos de Monsaraz.

Na sua 5ª edição, o Prémio Cinco Estrelas Regiões dá a conhecer o que cada região portuguesa tem para oferecer de melhor em categorias como gastronomia, aldeias e vilas, recursos naturais, monumentos e património, além dos negócios locais que se diferenciam pela sua qualidade.

Créditos: CMG

A Praia Fluvial do Alamal é um lugar que define a magia da Mãe Natureza. As águas do Tejo encontram neste recanto, um abrigo, um lugar de descanso na sua caminhada para o mar. O extenso areal da praia é bordejado por arvoredo, frondoso, as madressilvas enleiam-se pelos medronheiros carregados de frutos vermelhos, os cheiros doces dos botões de ouro, da murta, dos lírios selvagens, espalham-se pelos ares na orvalhada das manhãs, os amieiros, os freixos os salgueiros, espelham-se nas águas límpidas do rio. A paz reina, e no silêncio do lugar, só se ouve o sussurrar das águas que correm nos regatos que serpenteiam os socalcos de pedra seca da velha Quinta do Alamal. A praia do Alamal, é um lugar que conta um tempo antigo, um tempo que corre devagar, um tempo de cores e de cheiros, um tempo de outros tempos. É muito mais que uma Praia, é um espaço singular na sua excelência ambiental, patrimonial e paisagística.
A praia Fluvial do Alamal é uma praia acessível e disponibiliza os seguintes serviços: Acesso pedonal fácil e livre de obstáculos, a partir da via pública envolvente; Estacionamento ordenado e com lugares reservados para viaturas ao serviço das pessoas com deficiência; Acesso pedonal, através de percurso acessível, até à zona de banhos de sol e o mais próximo possível da zona de banhos; Passadeiras sobre o areal, sempre que este exista, e, nos restantes casos, um percurso pavimentado, firme e contínuo; Instalações Sanitárias adaptadas, servidas por um percurso acessível; Posto de Primeiros Socorros acessível, servido por um percurso acessível; Existência de Nadador Salvador.

Envolvida pelo montado alentejano, a Barragem de Montargil é um espelho de água de beleza natural ímpar. As suas margens de areia fina resultam em idílicas praias. A sua construção resultou da necessidade de encontrar uma solução para irrigar o vale e produzir eletricidade, mas atualmente destaca-se pelas ótimas condições para a prática de desportos náuticos. Desde a Vela ao Wakeboard, passando pela Canoagem ao Jet-Ski, a escolha é sua. Nas suas margens pode descansar numa das muitas unidades de alojamento que lá se encontram: hotelaria de excelência, parque de campismo e turismo rural. Aproveite para observar as várias espécies de aves, que nos brindam com a sua beleza e os seus voos sobre a Barragem. Venha desfrutar do contacto com a natureza.

Trata-se de um sistema de avaliação que identifica, através de um inquérito nacional, o melhor que existe em cada uma das vinte regiões do Continente e Arquipélagos. Mede o grau de satisfação que produtos, serviços e marcas de origem portuguesa conferem aos seus utilizadores, tendo como critérios de avaliação as 5 principais variáveis que influenciam a decisão de compra dos consumidores. Desta forma, a organização pretende dar visibilidade a estas marcas, que pela sua tipologia se caracterizam por oferecer um serviço de grande proximidade.

Assim, os vencedores do Prémio Cinco Estrelas Regiões beneficiam de um plano de comunicação, implementado pela organização do Prémio, que inclui TV, imprensa, rádio, digital e ações personalizadas.

As marcas vencedoras podem usar o logo “Prémio Cinco Estrelas Regiões” em todas as suas peças de comunicação durante o ano em que são vencedoras.

A albufeira de Montargil, em Ponte de Sor. Foto: DR

Esta votação foi gerida pela Multidados.com, uma das empresas de estudos de mercado parceiras dos Prémios Cinco Estrelas, tendo contado no total com a participação de 425 000 consumidores portugueses e tendo sido avaliadas 912 marcas.

São identificados os ícones nacionais “mais relevantes para os portugueses, ao nível de elementos culturais, recursos naturais, monumentos e património, aldeias/vilas e cidades, gastronomia e produtos naturais e típicos do nosso País. Por outro lado, as empresas podem candidatar as suas marcas, produtos e serviços, submetendo-os a uma avaliação através de uma metodologia completa e rigorosa”.

Créditos: CMG

Distrito de Portalegre

– Aldeias e vilas – Marvão

– Artesanato – Bordados de Nisa e o Queijo de Nisa

– Monumentos – Castelo de Castelo de Vide

– Praias – Praia fluvial do Alamal em Gavião

– Reservas, paisagens e barragens – Barragem de Montargil em Ponte de Sor

– Serras – Serra de São Mamede

Paula Mourato

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *