Bombeiros da Chamusca (2019). Foto: DR

O Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil do Município da Chamusca vai entrar em vigor na segunda feira, dia 30 de maio, de acordo com o aviso publicado no dia 27, no Diário da República.

A Lei de Bases da Proteção Civil obriga à aprovação destes documentos que, no caso da Chamusca, foram aprovados na Câmara a 19 de abril e na Assembleia Municipal a 28 do mesmo mês.

Os Planos de Emergência de Proteção Civil são, segundo a respetiva Autoridade Nacional, “documentos formais nos quais as autoridades de Proteção Civil, nos seus diversos níveis, definem as orientações relativamente ao modo de atuação dos vários organismos, serviços e estruturas a empenhar em operações de Proteção Civil imprescindíveis à resposta e à reposição da normalidade, de forma a minimizar os efeitos de um acidente grave ou catástrofe sobre as vidas, a economia, o património e o ambiente”. 

Trata-se de documentos desenvolvidos “com o intuito de organizar, orientar, facilitar, agilizar e uniformizar as ações necessárias à resposta, pelo que devem ser simples, flexíveis, dinâmicos, precisos e adequados às características locais. Deverão também permitir antecipar os cenários suscetíveis de desencadear um acidente grave ou catástrofe, definindo a estrutura organizacional e os procedimentos para preparação e aumento da capacidade de resposta à emergência”.

José Gaio

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.