Hugo Costa, deputado PS eleito por Santarém. Foto: DR

Enquanto deputado do PS eleito pelo distrito de Santarém, estou inteirado da responsabilidade que me está incutida de defender sempre o melhor para o território e, por esse motivo, levei recentemente ao debate do Orçamento do Estado 2023 na especialidade, alguns temas que considero de relevância para o distrito, questionando quem de direito sobre as respostas que existem para essas matérias. A população espera respostas e cabe-nos a nós, que fomos eleitos, agilizar a obtenção dessas respostas.

Nesse sentido, questionei o Sr. Ministro da Administração Interna, a propósito da construção do Posto Territorial da GNR de Alpiarça, saudando o anúncio do protocolo que viria a ser assinado, no dia seguinte à minha intervenção, com a Câmara de Alpiarça, para resolver aquele que considero ser um problema com décadas de dignidade para os profissionais e para que os cidadãos do concelho tenham acesso à GNR da melhor forma.

Também no concelho do Entroncamento são conhecidas as preocupações de segurança da parte dos cidadãos deste concelho, uma matéria que importa ser combatida pelo que fui levado a questionar qual o ponto de situação para a nova infraestrutura da PSP desta cidade, sabendo que têm existido desenvolvimentos nesta matéria.

Foquei também um tema que já é recorrente e que tenho levado várias vezes a assembleia – e que vou levar sempre até encontrar solução – o IC3 e o transporte de resíduos hospitalares e perigosos que ameaçam a segurança dos habitantes, um tema crucial para as populações da Chamusca, Alpiarça e Almeirim. 

Trata-se de um eixo onde passam diariamente todos os resíduos perigosos do país. O concelho da Chamusca fez a sua parte, o país não e, por isso, pedi uma solução urgente para este tema que é importante resolver este assunto de uma vez por todas. Ontem já era tarde.

Também solicitei a necessária intervenção para a EN 238, via que faz a ligação entre Ferreira do Zêzere e a Sertã e, igualmente, que seja feita uma intervenção na estação Ferroviária do Entroncamento, uma vez que é necessária acautelar uma maior segurança e mobilidade para todos os seus utilizadores.

Quanto aos investimentos previstos na região, a implementar com recursos aos fundos comunitários do PRR e do novo Comunitário de Apoio, sabendo que, como noticiado na comunicação social, investimentos aprovados e/ou pago para este território como, por exemplo, em residências universitárias quer no Politécnico de Santarém, quer no Politécnico de Tomar e também a abertura de Lojas de Cidadão no Cartaxo, em Torres Novas e Constância, questionei a Ministra da Presidência sobre que valores e que investimentos existem no distrito de Santarém.

E, não menos importante para o contexto regional, apelei pela continuação da defesa da nova NUT 2 para o distrito de Santarém, mas integrando também o Oeste, como meio estruturante para o desenvolvimento regional e garantia de um futuro melhor. Pela defesa do distrito e da região.

Hugo Costa

Deputado na Assembleia da República, Hugo Costa diz adorar o Ribatejo e o nosso país. Defende uma política de proximidade junto dos cidadãos. Tem 38 anos, é de Tomar e licenciou-se em Economia pelo ISEG. É Presidente da Assembleia Municipal de Tomar e da Assembleia da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo. Tem como temas de interesse a economia, a energia, os transportes, o ambiente e os fundos comunitários.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *