StartUp Ourém funciona no antigo edifício do CRIO, junto à Universidade Sénior Foto: mediotejo.net

A Startup de Ourém, dinamizada pela Associação Empresarial Nersant, passou a fazer parte da Rede Nacional de Incubadoras de Empresas, estrutura que tem como objetivo identificar, mapear e interligar as incubadoras e aceleradoras existentes no País, criadas por iniciativa de universidades, polos científicos e tecnológicos, autarquias, empresas privadas ou entidades estrangeiras.

Conforme explica a NERSANT em nota de imprensa, esta rede visa também identificar e suprir lacunas a nível regional e sectorial e promover a cooperação e partilha de recursos físicos e de know-how, de redes de mentores e investidores, promover a formação dos seus gestores, a profissionalização dos serviços oferecidos a empreendedores e empresas incubadas e um aumento da competitividade das incubadoras portuguesas, a nível nacional e internacional.

A STARTUP Ourém procura dinamizar o empreendedorismo, através do apoio a empreendedores que queiram criar a sua empresa, e do desenvolvimento de iniciativas nas escolas do concelho para promover uma cultura empreendedora.

Nesse sentido, presta aconselhamento e apoio técnico aos empreendedores e às empresas do concelho de Ourém nas mais diversas áreas, disponibiliza espaço para a instalação de empresas recém-constituídas ou em fase de desenvolvimento e oferece um canal facilitado para processos de licenciamento de cariz empresarial e desenvolver ações para atração de novos investidores, em particular investimento externo.

Em Ourém, a NERSANT é a responsável pela gestão do espaço.

José Gaio

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.