Primeiro Rally decorreu em novembro de 2016. FOTO: mediotejo.net
A edição de 2018 do Rali da Vila Medieval de Ourém decorre sábado e domingo, dias 24 e 25 de março, este ano com 162 quilómetros no objetivo de integrar o Campeonato de Portugal de Ralis de 2019.
A organização conseguiu ultrapassar este ano as sete dezenas de inscrições na prova.
Após o sucesso dos anos anteriores, o Rali, promovido pela associação Olival Motorizado, surge este ano mais ambicioso, com troços da competição a passarem nos limites do concelho.  São cerca de 162 quilómetros divididos pelas especiais: Castelo, Agroal, Pegadas de Dinossauro (Bairro) e Super Especial Município de Ourém.
A prova é candidata ao Campeonato de Portugal de Ralis em 2019 e pontua para o Desafio Kumbo,Troféu CIN TEAM Baia ( Prova extra) Challenge 1000. Abre ainda o Campeonato Regional Centro na sua fase de asfalto.
O centro operacional vai estar localizado no Centro de Negócios de Ourém, onde funcionará também a sala de imprensa, secretariado e verificações técnicas e administrativas. O parque de assistência será uma vez mais no largo do Mercado. O pódio e o local de partida são ambos em frente ao Centro de Negócios de Ourém.
Este ano a organização apostou na boa sinalização das Zonas de Espetáculo e na fluidez de circulação até ás mesmas, pelo que haverá transporte de autocarro, a partir do Mercado Municipal,  até às zonas 1,2,3 e 4. O autocarro começa a circular a partir das 18h00 de sábado.

Para a Super Especial Município de Ourém, estão garantidas as presenças de Artur Fidalgo, com o seu Camião Racing Volvo, os Kartcross de Samuel Vina e José Lopes e o Ford Escort Grupo IV de José Gomes. No final do rali e antes da entrega de prémios haverá uma passagem de modelos no interior do Centro de Negócios com a presença do ex-árbitro Pedro Henriques.

A edição deste ano conta como o campeão nacional Vítor Pascoal como padrinho e são esperados cerca de 10 mil espetadores.

Cláudia Gameiro

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *