Corporação desfilou perante entidades. Foto: Médiotejo

A população saiu à rua e entregou aos bombeiros de Caxarias os seus donativos num cortejo de oferendas realizado a 10 de junho. Os valores ainda não estão todos apurados, mas a verba já contabilizada é de cerca de 40 mil euros.

Madeira, materiais de construção, animais, entre outras ofertas juntaram-se ao dinheiro angariado na freguesia de Caxarias e freguesias limítrofes, a quem esta corporação do concelho de Ourém habitualmente socorre também.

Apesar da chuva miudinha que teimava em cair, ninguém arredou pé. O cortejo, que incluiu a passagem pelo centro da vila, terminou junto ao quartel da associação humanitária, com a apresentação dos diversos meios e o desfile da corporação, incluindo os 40 infantes e cadetes, seguindo-se a apresentação das várias ofertas. Depois do cortejo, houve tempo para o convívio na tasquinha ali existente a par do leilão de alguns bens, com animação proporcionada por dois ranchos folclóricos.

De quatro em quatro anos, a tradição repete-se. Nesta edição de 2018, os Bombeiros Voluntários de Caxarias apresentaram à comunidade uma nova ambulância de transporte de doentes não urgentes. O veículo foi benzido no final do cortejo, tendo por padrinho a empresa do vice-presidente do Conselho Fiscal, a Montsousa, de Sérgio Sousa.

Ambulância de transporte de doentes não urgentes benzida. Foto. Médiotejo

Trabalhar em prol de quem necessita
“Continuaremos a contribuir com o nosso trabalho em prol de quem dele necessita. Embora tenhamos muitas carências, continuaremos a trabalhar para as suprimir”, afirmou o presidente da direcção da Associação Humanitária, Filipe da Graça, agradecendo os contributos da população. O responsável destacou ainda o empenho dos soldados da paz e garantiu-lhes que “a nossa confiança em vós é absoluta”.

Por seu lado, o presidente da Associação Municipal de Ourém (AMO) elogiou o agradeceu aos voluntários que, “de forma abnegada e a troco do nada estão prontos para servir”. O cortejo de oferendas é, assim como o entende, o apoio da população que servem, para que “possam ter meios para melhorar aquele que é o serviço que eles querem continuar a fazer”, disse João Moura.

No final do cortejo, o presidente da Câmara considerou que “ficou aqui bem demonstrado que Caxarias está bem servido, tem um comando à altura e que merece estes bombeiros”.

Luís Albuquerque enalteceu os soldados da paz e elogiou a direcção por ser um exemplo de que “não estão à espera do subsídio para também evoluir e adquirir novas viaturas”. Em breve, a Associação Humanitária apresentará à população um VUCI – veículo urbano de combate a incêndios e este terá a comparticipação da Câmara, ao abrigo de um protocolo, no valor de 48 mil euros.

População apoia os bombeiros. Foto. Mediotejo

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.