Sardoal é conhecido como a vila jardim do Ribatejo. Foto: DR

Sardoal vai receber a oficina inclusiva “Caça Texturas”, dinamizada por Miguel Horta, nos dias 10 e 11 de setembro. Nesta oficina, que funciona também como um workshop familiar, os participantes são desafiados a partirem à descoberta de texturas pelas ruas, jardins e praças da vila.

Munidos de grandes folhas de papel, minas de grafite e lápis de cera, levam como objetivo estimular o olhar atento e a sua relação com o desenho. No final, a coleção que se conseguir “caçar” será reunida, dando origem a uma exposição com todos os trabalhos.

“Caça Texturas” é uma iniciativa dirigida a pessoas de todas as idades com participação gratuita. Ao todo contará com quatro sessões nos dias 10 e 11 de setembro, às 10h00 e às 14h00, com ponto de encontro na Praça da República.

Esta iniciativa realiza-se no âmbito da programação cultural em rede do Médio Tejo, integrando o programa “Caminhos das Pessoas”, promovido pela Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo e pelo Município de Sardoal.

Paula Mourato

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.