Mercado semanal em Mouriscas. Foto: arquivo/mediotejo.net

Depois de mais de dois meses suspenso, os feirantes e a atividade comercial regressam ao tradicional mercado semanal da freguesia de Mouriscas (Abrantes) na manhã deste domingo, 31 de maio, confirmou ao mediotejo.net o presidente da Junta de Freguesia, Pedro Matos. Para além do uso de máscara ou viseira por parte dos comerciantes, clientes e a higienização regular das mãos, a reabertura do Mercado de domingo em Mouriscas terá novas regras, nomeadamente quanto ao acesso, ocupação, permanência e distanciamento físico.

A reabertura está, naturalmente, condicionada ao cumprimento de todas as normas e recomendações vinculadas pela Direção-Geral da Saúde (DGS) de modo a garantir as condições de segurança e higiene no exercício da sua atividade, no combate à pandemia de covid-19.

“Existirão novas regras na distribuição dos lugares. Uma rua vai ficar transitável. Haverá uma reorganização do espaço. Além disso, os comerciantes serão distribuídos por setores: alimentos num lado, animais noutro e têxteis e calçado noutro”, explicou Pedro Matos.

“Teremos uma planta dos lugares do mercado [ver imagem em baixo], onde estarão distribuídos por género, o acesso e a passagem do Largo Drº João Gualberto Santana Maia para a Rua Prof. Matias Lopes Raposo deverá estar livre ao trânsito, sendo expressamente proibido a venda ambulante”, deu conta.

As medidas de higiene e segurança ainda estabelecem lotação máxima de consumidores; distância mínima de 2 metros entre pessoas; permanência no recinto apenas pelo tempo estritamente necessário; uso obrigatório de luvas pelos operadores substituídas regularmente; os produtos alimentares e artigos comercializados devem ser manuseados, sempre que possível, pelos operadores; e o atendimento de forma organizada, limitado a um consumidor de cada vez, respeitando as higiene e segurança.

Pedro Matos deu conta da intenção da Junta de Freguesia de colocar no recinto do Mercado casas-de-banho portáteis “com gel desinfetante, que ainda não estarão disponíveis esta semana mas brevemente”.

Planta do Mercado retalhista de Mouriscas

Paula Mourato

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

Entre na conversa

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.