Luís Outeiro tornou-se no piloto mais jovem de sempre a vencer na Elite em Portugal (Foto de arquivo mediotejo.net)

Depois do arranque do campeonato nacional  de motocross na pista da Moçarria, o traçado ribatejano do Granho acolheu este fim de semana a 2ª prova do calendário, ronda elegível para o campeonato nacional de motocross – Jogos Santa Casa. Com um total de 65 pilotos em pista, divididos pelas três classes (Iniciados, MX1 e MX2) a jornada revelou-se bem animada e recheada de excelentes momentos que culminaram com a vitória de Luís Outeiro na derradeira corrida, reservada à Elite, onde o piloto de Torres Novas se tornou no mais jovem de sempre a vencer uma corrida Elite em Portugal.

Com 1450 metros de extensão, o crossódromo ribatejano acolheu da melhor forma todos os atletas e equipas que integram a caravana na temporada 2019. Notadas foram as ausências de Rui Gonçalves e Luís Oliveira, que deram espetáculo na ronda de abertura na Moçarria, mas nem por isso as corridas foram menos animadas, com destaque para a Elite.

Reservada aos melhores MX1 e MX2, quem assumiu a liderança na fase inicial foi Daniel Pinto, este ano de volta ao campeonato a a mostrar rapidez neste segundo duelo da época. Pinto foi o comandante do pelotão nas primeiras três voltas, mas na quarta passagem era já Diogo Graça quem liderava, ele que tinha pressionado Pinto nas voltas anteriores.

Luís Outeiro passava igualmente para a frente de Pinto e, lado a lado com Diogo Graça, assinaram um duelo pleno de intensidade e que se revelou impróprio para cardíacos ao longo de toda a corrida, com várias trocas de posições entre ambos e deixando no ar a incerteza quanto ao nome do vencedor.

A decisão chegou apenas a três voltas do final da prova quando sem embraiagem na sua moto Diogo Graça falhou uma travagem e teve mesmo que deixar Outeiro a solo no comando e a caminho da histórica primeira vitória na Elite.

Luís Outeiro, jovem piloto de Torres Novas bate recordes (foto de arquivo mediotejo.net)

Entre as MX2, mais uma vez a classe mais representada, Luís Outeiro e Diogo Graça dividiram as vitórias nas mangas. Graça venceu a segunda corrida e conquistou por isso a primeira posição na classe face ao rival de Torres Novas. Renato Silva foi o terceiro classificado. Rúben Ferreira foi o melhor nas dois-tempos, vencendo a classe em ambas as corridas, feito igualmente conseguido por Luís Outeiro a caminho da vitória nos Júniores.

A próxima prova do campeonato leva pilotos e equipas até à Marinha das Ondas no dia 7 de abril. A ‘catedral’ do piso de areia acolherá assim uma ronda que se prevê bastante discutida e onde Hugo Basaula venceu em 2018, ele que deverá marcar presença na prova junto ao Mondego.

Fonte: FMP – Federação Motociclismo Portugal

Luis Ribeiro

Natural e residente em Tomar, tem como profissão Distribuidor, mas é com a fotografia que se identifica. É amante desta arte em geral, mas a sua verdadeira paixão é a Natureza e Vida Selvagem e os Retratos. É autor do livro de fotografia “Alma Nabantina” e fundador/administrador dos grupos do Facebook “Amigos da Fotografia de Tomar” e "Fauna de Tomar”. Colabora na área de fotografia na imprensa regional e local e já em 2018 foi júri convidado de dois concursos de fotografia. Neste ano conta também com duas exposições de fotografia coletivas, preparando atualmente a terceira.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.