Hospital de Abrantes. Créditos: mediotejo.net

As visitas a doentes internados no Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT) têm novas regras a partir desta quarta-feira, 1 de dezembro. Face às últimas alterações, decorrentes da situação de calamidade, no âmbito da pandemia da doença covid-19, o CHMT avança que “estão autorizadas visitas diárias aos doentes internados, desde que sejam cumpridas as regras definidas pela Resolução do Conselho de Ministros”, pode ler-se em nota de imprensa.

Assim, define as seguinte regras:

  • As visitas a doentes internados podem ser efetuadas a qualquer dia da semana;
  • É apenas permitida a permanência de 1 (uma) visita por doente internado;
  • Cada visita terá a duração máxima de 30 (trinta) minutos;
  • As visitas podem ser realizadas no período entre as 15h00 e as 18h00, à exceção das visitas aos Serviços de Urgência Médico Cirúrgica e de Medicina Intensiva, cujo horário é definido pelos próprios serviços;
  • Só são permitidos visitantes maiores de 12 anos;
  • É absolutamente proibido qualquer tipo de contacto físico entre o doente e os visitantes; Deve manter-se a distância de segurança de 2 metros entre doente e o(s) visitante(s), durante todo o período da visita;
  • Obrigatoriedade do uso de máscara cirúrgica;
  • Obrigatoriedade de apresentação de certificado digital COVID19: Certificado de Vacinação, Certificado de Teste ou Certificado de Recuperação;
  • Obrigatoriedade de apresentação de resultado de teste Covid-19 negativo. Esse teste terá de ser apresentado nas seguintes modalidades: Resultado de teste PCR, realizado nas 72 horas anteriores à sua apresentação; ou resultado de teste de antigénio de uso profissional com relatório laboratorial, realizado nas 48 horas anteriores à sua apresentação.

A partir do dia 2 de dezembro os utentes poderão marcar a realização de teste PCR no CHMT, de acordo com instruções a definir pelo hospital. Além da apresentação do resultado do teste, o CHMT adverte que o visitante “quando se deslocar ao hospital, deve garantir que não apresenta sinais ou sintomas da doença”.

Todas as medidas de restrição ou condicionamento de realização de visitas a doentes internados nas três unidades do CHMT “são tomadas no melhor interesse e para segurança, não só dos próprios doentes como dos profissionais” de saúde, pelo que o CHMT solicita “a máxima compreensão e o estrito cumprimento das mesmas”.

Paula Mourato

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.