Veículos Elétricos. Foto: CM Entroncamento

O Governo anunciou na quarta-feira, 23 de maio, um investimento de cerca de 5,2 milhões de euros para a aquisição de 360 veículos elétricos para 117 autarquias, que assinaram os contratos de financiamento em Porto de Mós, distrito de Leiria. Do Médio Tejo assinaram estes protocolos os municípios de Torres Novas, Alcanena, Entroncamento e Tomar que vão adquirir veículos destinados sobretudo aos serviços ambientais.

Segundo informação dos respetivos municípios, Torres Novas viu a sua candidatura no valor de 48.502,55 euros aprovada, com financiamento de 13.011,24 euros. O município vai adquirir uma viatura comercial de mercadorias de dois lugares para apoio a serviços ambientais, uma máquina lavadora-aspiradora elétrica para limpeza de espaços públicos e três pontos de carregamento de veículos elétricos.

Foto: CM Torres Novas

Alcanena aprovou uma candidatura de 84.870,00 euros, comparticipados a 25%, o que corresponde a 21.217,50 euros. Este município adianta que vai adquirir três viaturas elétricas para substituir os veículos utilizados na limpeza urbana, de jardins e na prestação de outros serviços ambientais.

Foto: CM Alcanena

O Entroncamento conseguiu aprovar uma candidatura de 235.204 euros, financiada em 104.582 euros. O município esclarece que esta candidatura permite a aquisição de uma varredora elétrica, uma
lavadora e aspirador com caixa aberta basculante, três aspiradores
urbanos e um triciclo elétrico auto transporte.

Foto: CM Entroncamento

O concelho de Tomar também esteve presente na assinatura, mas não divulgou até ao momento o valor de financiamento aprovado e em que tipo de equipamentos vai investir.

O Ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, que presidiu à cerimónia, afirmou que os 360 veículos correspondem a “um investimento de quase 20 milhões de euros, em que o Fundo Ambiental entra com cerca de 5,2 milhões de euros”, refere a mesma informação.

 

 

Cláudia Gameiro

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *