Sete IPSS do Médio Tejo passam a dispor da possibilidade da prática de judo adaptado. Foto: AJDS

A Associação de Judo do Distrito de Santarém (AJDS) celebrou este mês em Torres Novas um protocolo de colaboração com sete instituições de solidariedade social da região de modo a possibilitar a prática de Judo Adaptado aos seus utentes.

Na cerimónia de assinatura do protocolo, que teve lugar no Convento do Carmo, em Torres Novas, marcaram presença o CRIT – Centro de Reabilitação e Integração Torrejano, APPACDM – Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental, CRIO – Centro de Reabilitação e Integração de Ourém, CIRE – Centro de Integração e Reabilitação de Tomar, CERE – Centro de Ensino e Recuperação do Entroncamento e o CRIFZ – Centro Recuperação Infantil de Ferreira do Zêzere.

O Judo Adaptado é uma das valências promovidas pela AJDS desde há alguns anos e tem como principal objetivo a inclusão e a criação de igualdade de oportunidades, através da promoção da prática de judo para pessoas portadoras de deficiência.

Para esta atividade, a AJDS conta com o patrocínio do empresário Mapril Batista, da empresa Ambulaces Dauphis (Paris, França) que ofereceu 80 tapetes para a prática.

Cláudia Gameiro

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *