A TAGUS – Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Interior recebeu, na primeira fase do concurso aos apoios do Sistema de Incentivos ao Empreendedorismo e ao Emprego (SI2E), 20 candidaturas, que propõem um investimento na região de cerca 655 mil euros e a criação de 14 postos de trabalho. A segunda fase recebe candidaturas até 29 de Setembro.

Até 30 de Junho, foram submetidas aos apoios da TAGUS, no âmbito do financiamento do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), 11 pedidos de apoio, que perspectivam um investimento físico de perto dos 525 mil euros. Já, no âmbito do Fundo Social Europeu (FSE), são candidatos 9 projectos de micro e pequenas empresas, que pretendem criar 14 postos de trabalho, sendo a maioria destinados a trabalhadores do género feminino e somando um gasto em vencimentos no valor de mais de 130 mil euros.

Recorde-se que o SI2E apoia projectos de criação, expansão e modernização de micro e pequenas empresas, orientados para a criação de emprego. Cada investimento pode ser subsidiado, simultaneamente, na vertente de obras e equipamentos e na de criação de postos de trabalho. A TAGUS é gestora deste incentivo para candidaturas até 100 mil euros de investimento físico a implementar em Abrantes, Constância e Sardoal.

Os projectos aprovados pela TAGUS podem chegar a ter um apoio de 60 por cento das despesas elegíveis e uma comparticipação nos postos de trabalho até 18 meses de remuneração (com limite mensal do valor correspondente ao IAS – Indexante de Apoio Social), conforme o tipo de contrato e outras características da candidatura.

A segunda fase, deste concurso, encontra-se aberta, quer para pedidos de apoio no âmbito do financiamento FEDER, quer FSE, até às 18h, do dia 29 de Setembro. As candidaturas são preenchidas e submetidas através da plataforma www.balcao.portugal2020.pt.

Gisela Oliveira

Jornalista profissional há mais de 30 anos, passou por vários jornais diários nacionais, nomeadamente pelo 'Diário de Lisboa', 'Diário de Notícias' e 'A Capital'. Apaixonada pela profissão desde a adolescência, abraçou o jornalismo nas suas diversas áreas, desde o Desporto às Artes e Espetáculos, passando pela Política e pelos temas Internacionais. O jornalismo de proximidade surge agora no seu percurso.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.