Foto: DR

A Câmara Municipal de Mação aprovou por unanimidade uma proposta do autarca Vasco Estrela (PSD) com medidas para apoio aos consumidores de água, bem como aos consumidores não-domésticos. Proposta similar à de 2020, mas desta vez a Câmara Municipal de Mação propõe-se suportar apenas 50% do valor das faturas correspondentes aos meses de janeiro e julho de 2022 para consumidores domésticos e assumir os custos inerentes a 12,5% da fatura dos consumidores não-domésticos até ao final do próximo ano.

Esta medida prende-se com os aumentos decorrentes da adesão à nova empresa intermunicipal Tejo Ambiente, agora responsável por todas as questões relacionadas com abastecimento de água, resíduos sólidos urbanos e saneamento. Também justificou a CM Mação esta medida com a situação de pandemia de covid-19 e as repercussões para as famílias e agentes económicos.

“É uma forma de as pessoas se irem habituando à situação e penso que a partir desta data não deveremos continuar de modo nenhum com esta situação, além dos apoios que já estamos a dar, a pessoas com mais de 65 anos, aos Bombeiros e etc…”, referiu o autarca.

No ano passado a autarquia deliberou suportar por inteiro as faturas correspondentes aos meses de janeiro e de julho, e dar apoio de 25% para faturas dos consumidores não-domésticos/empresários até final do ano.

“Nesta fase, para o corte não ser demasiadamente abrupto, proponho que reduzíssemos em 50% cada um desses apoios. Significaria que suportaríamos 50% dos custos das faturas de julho e de janeiro, e 12,5% das faturas dos agentes económicos até final do ano 2022”, justificou.

Segundo a estimativa da autarquia, este novo apoio deverá rondar um total de 90 a 100 mil euros, tendo em conta os valores de 2021 e fazendo um decréscimo de 50%.

Por outro lado, o Município de Mação já havia alertado, face ao aumento dos custos para os munícipes, que o tarifário da empresa Tejo Ambiente prevê um apoio para agregados familiares com cinco ou mais pessoas, sendo que os interessados devem requerer o formulário na Tejo Ambiente e entregar no Serviço de Ação Social da Câmara Municipal de Mação, juntamente com um dos seguintes documentos: Atestado do Agregado familiar passado pela Junta de Freguesia, Atestado do Agregado retirado do Portal das Finanças ou IRS (podem entregar um destes documentos, ou cumulativamente).

O mesmo tarifário prevê ainda apoio social para os agregados/munícipes mais carenciados, com um procedimento equivalente ao anterior, sendo necessário requerer formulário para aderir.

Joana Rita Santos

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *