Testagem gratuita decorre no sábado no Centro Municipal de Exposições de Ourém Foto: mediotejo.net

A Câmara de Ourém vai promover de novo a testagem gratuita da população à covid-19, agora no sábado, véspera das eleições legislativas, anunciou hoje o município.

A autarquia explicou que no sábado “o ponto de testagem criado especificamente para o efeito, e localizado no Centro Municipal de Exposições de Ourém, estará de portas abertas à comunidade, bem como aos membros das mesas” de voto do concelho.

Assim, das 09:00 às 11:00, a testagem é exclusiva a membros das assembleias de voto e, a partir das 11:00 e até às 17:00, o espaço está “aberto a toda a comunidade”.

“Esta medida insere-se na estratégia municipal de prevenção, que resultou na deteção de 138 casos positivos nas vésperas de Natal e Ano Novo, num universo de 4.019 testes realizados”, justificou a Câmara.

À agência Lusa, o presidente do município, Luís Albuquerque, afirmou não haver limite de testes.

“Quem aparecer é testado”, garantiu, explicando que “é uma empresa externa que presta este serviço à Câmara, que, por sua vez, o disponibiliza à população”.

Luís Albuquerque adiantou que a iniciativa visa “acautelar todas as pessoas que estão ao serviço nas mesas de voto e, porventura, não estejam suficientemente seguras, mesmo tendo levado a dose de reforço” contra o novo coronavírus.

O autarca adiantou que esta decisão “inclui os delegados dos partidos”.

“A segunda razão prende-se com o facto de se alguém tiver dúvida se deve ou não ir votar com confiança, o possa fazer em qualquer altura do dia e não apenas no horário aconselhado pelo Governo”, acrescentou Luís Albuquerque.

O Governo recomendou aos eleitores que se encontram em confinamento obrigatório devido à covid-19 para votarem no domingo entre as 18:00 e as 19:00, aconselhando os restantes cidadãos a fazê-lo entre as 08:00 e as 18:00.

A covid-19 provocou 5.602.767 mortes em todo o mundo desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 19.661 pessoas e foram contabilizados 2.312.240 casos de infeção, segundo a última atualização da Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China.

A nova variante Ómicron, classificada como preocupante e muito contagiosa pela Organização Mundial da Saúde, foi detetada na África Austral e, desde que as autoridades sanitárias sul-africanas deram o alerta em novembro, tornou-se dominante em vários países, incluindo em Portugal.

Agência Lusa

Agência de Notícias de Portugal

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.