João Morgado, 22 anos, deputado do PSD na AM Abrantes, assume candidatura à liderança da JSD local. Foto: mediotejo.net

Sob o mote “Trazer uma nova esperança”, João Morgado, 22 anos, anunciou a candidatura à presidência da JSD de Abrantes, estrutura que tem estado inativa há vários anos. Para as eleições que vão decorrer dia 11 de fevereiro, João Morgado apresentou ainda os nomes de João Mira e de Pedro Coelho como candidatos a vice-presidente da JSD e a presidente do plenário, respetivamente.

“Nos últimos cinco anos esta estrutura esteve desativada, algo que não poderia nunca ter acontecido num município com a dimensão de Abrantes. Desta feita, após reunir a equipa certa, com jovens de várias faixas etárias, várias áreas de formação e com o mesmo interesse e empenho, o de trazer uma nova esperança a Abrantes, decidi ser candidato à liderança da JSD de Abrantes”, afirmou João Morgado, natural de Rossio ao Sul do Tejo e membro da Assembleia de Freguesia da União das Freguesias de São Miguel do Rio Torto e Rossio ao Sul do Tejo, onde se candidatou como cabeça de lista do PSD nas autárquicas de 2021.

Em comunicado, João Morgado dá conta que o mote da candidatura é “Trazer uma nova esperança” e a que a linha de ação “será primeiro escutar os jovens, depois projetar um programa com base na nossa visão para o município, que servirá de suplemento ao programa do PSD, e depois executar esse programa”, tendo destacado ainda a importância de “ter jovens militantes em todas as freguesias” de modo a poder “auxiliar o PSD a estar mais presente no território”.

“Tentaremos dinamizar debates, colóquios e conversas informais com autarcas e ex-autarcas, e políticos de âmbito local e nacional, muito focados na formação política dos jovens. Não iremos esquecer também a parte lúdica, algo que também marca a génese da JSD”, avançou.

João Morgado, 22 anos, licenciado em Ciência Política e Relações Internacionais, trabalha atualmente como rececionista num Hotel em Abrantes, sendo conselheiro nacional da JSD, vice-presidente da JSD distrital de Santarém e membro da Assembleia Distrital de Santarém do PSD, em representação de Abrantes.

Mário Rui Fonseca

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *