Fotografia: Unsplash

O Instituto Politécnico de Tomar (IPT) criou este ano uma nova Pós-Graduação em Jornalismo Digital de Proximidade, de forma a responder aos novos desafios da informação online. Esta formação especializada e profissionalizante terá aulas híbridas, presenciais e online, com uma vertente prática dividida entre professores do IPT e profissionais de reconhecido mérito nesta área.

“Contar estórias online, que sejam relevantes para as pessoas, é o principal desafio. Fazê-lo de forma criativa, mas rigorosa, recorrendo a diferentes formatos e abordagens, é o meio para lá chegar”, refere a informação do IPT sobre esta nova oferta de ensino superior que, no futuro, deverá ser complementada com um Mestrado.

VÍDEO

José Cedovim Pinto, jornalista multimédia do Expresso, será um dos docentes nesta Pós-Graduação

“A informação em contexto digital e a informação de proximidade são duas facetas do jornalismo atual que procura, cada vez mais, corresponder às necessidades dos cidadãos que se interessam pelo que se passa à sua volta. Querem informação rigorosa, mas também apelativa, dinâmica, intuitiva e criativa. Por isso surgem novos formatos e novas abordagens no meio digital, que permitem aos jornalistas informar de forma adaptada ao tempo atual”, explica o IPT.

“O excesso de conteúdos e a diversidade de meios que os disponibilizam são frequentemente apontados como os responsáveis pela desinformação. Importa reconhecer a importância dos Média de Proximidade num contexto de proliferação de conteúdos, assim como focar a produção jornalística no que é realmente importante para as pessoas, contando estórias que não só as contextualizam no seu meio, como também lhes abrem horizontes, sem nunca esquecer a relevante missão de escrutínio.”

Esta Pós-Graduação em Jornalismo Digital de Proximidade, com coordenação de Hália Santos, irá decorrer entre outubro de 2022 e junho de 2023 na Escola Superior de Tecnologia de Abrantes (ESTA), e pretende responder às necessidades de formação de profissionais neste novo contexto, assim como à necessidade de atualização por parte de profissionais, com um plano curricular que reflete as práticas mais recentes adotadas pelos Média no campo digital.

Os estudantes adquirirão competências exigidas pelo meio jornalístico online atual através de Unidades Curriculares ministradas por um corpo docente constituído por professores do Instituto Politécnico de Tomar (de diferentes áreas que se complementam, como Jornalismo, Design, TIC e Fotografia) e por profissionais com experiência no campo do jornalismo digital, como José Cedovim Pinto, jornalista multimédia do Expresso, e Patrícia Fonseca, diretora do jornal mediotejo.net, entre outros.

Esta Pós-Graduação assume-se como uma formação profissionalizante, dando seguimento à formação ministrada pela Escola Superior de Tecnologia de Abrantes, através da sua Licenciatura em Comunicação Social, nomeadamente o perfil de Jornalismo, e pretende dar origem a um Mestrado Profissionalizante, no qual se reforçarão os laços com projetos de Média digitais e de Proximidade, concretizando-se um desafio inovador no campo da formação superior nesta área.

Podem candidatar-se a esta formação não só licenciados em Comunicação Social e áreas afins, como também profissionais que sintam a necessidade de atualização, de forma prática.

A propina desta Pós-Graduação terá 10% de desconto para antigos alunos do IPT e jornalistas de meios de comunicação social da região. As candidaturas decorrem até dia 9 de setembro.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.