GDC Seiça 2 GC Alcobaça B 0

Meia-final fase nacional Liga Inatel – 03 julho 2022

Campo de jogos em Seiça – Ourém

Equipas na entrada em campo.

O Seiça, com uma equipa madura, fez valer a sua experiência perante um adversário irreverente e com muita juventude, e carimbou a passagem à final nacional, que vai disputar no domingo, frente ao Ginásio de Sines. O jogo decisivo está marcado o Parque de Jogos 1º de Maio, em Lisboa, às 17h30.

Jogo bem disputado, entre duas boas equipas, e bem conduzido pela equipa de arbitragem

O Seiça entrou muito bem no jogo, pressionando alto e com passes longos que confundiam a equipa de Alcobaça, que trocava a bola entre os seus jogadores com passes curtos, mas sem muita progressão no terreno e sem criar muitos lances de perigo.

Solidez defensiva e um meio campo muito experiente foram trunfos do Seiça

O meio campo do Seiça funcionou como um verdadeiro tampão aos avanços da equipa de Alcobaça, com a defesa da casa a resolver as investidas dos forasteiros. A equipa orientada por Tiago Reis marcaria o primeiro golo da partida ainda cedo no jogo, o que deu outra tranquilidade à equipa do concelho de Ourém.

Lance do primeiro golo do Seiça

O Seiça aos 11 minutos chegou ao primeiro golo, através de uma bola parada; num lance concretizado por Tommy. Apesar de ter continuado em busca de mais golos e de ter criado algumas oportunidades para tal, o intervalo chegaria com a vantagem mínima no marcador.

Tommy assinou o primeiro golo do Seiça na primeira parte do desafio

Na segunda parte do desafio, O Seiça manteve o ritmo de jogo e a solidez defensiva, quebrando o ritmo adversário ao meio campo, sempre à espreita de dilatar o resultado, o que o que viria a suceder aos 26 minutos, com um golo do capitão Ângelo Marques.

Seiça teve sempre o jogo controlado e chegou várias vezes à baliza adversária perante um Alcobaça irreverente

A perder por duas bolas de diferença, o Ginásio de Alcobaça não se deu por derrotado, tentou chegar ao golo, mas os seus jogadores esbarravam quase sempre no setor mais recuado do Seiça, que esteve em excelente nível, a exemplo dos outros setores.

Ângelo Marques, capitão do Seiça, foi um dos esteios da equipa

Vitória justa do Seiça, que assenta na sua experiência, solidez defensiva e eficácia, perante um adversário com jovens de muito valor, e que primaram pela qualidade de troca de bola, mas sem conseguirem desfeitear o último reduto do Seiça. Bom jogo de futebol, com as duas equipas a proporcionarem um bom espetáculo ao muito público presente.

Meio campo do Seiça foi um autêntico tampão às investidas adversárias

Na outra meia final, o Ginásio de Sines (Beja) recebeu e venceu e Bairro São João (Lisboa) por uma bola a zero, assegurando também a presença na final nacional do Inatel, a grande festa do futebol amador que se disputa no domingo, dia 10 de julho, no Estádio 1º de Maio, em Lisboa.

O Seiça tem dois títulos de campeão nacional no seu palmarés, e sagrou-se por três vezes campeão distrital de Santarém, a que se junta um título de campeão mundial na época 2016-2017, em torneio disputado em Riga, na Letónia.

Vitória justa do Seiça coloca a equipa na final e a uma vitória de conquistar o título de campeão nacional

O treinador do Seiça, Tiago Reis, fez uma análise do jogo ao mediotejo.net:

“Tínhamos algum conhecimento do adversário, fruto das análises que a equipa técnica fez em alguns jogos deste adversário.  Uma boa entrada da minha equipa, a dominar o jogo e a procurar situações de finalização, sabíamos que podíamos causar algum perigo nas bolas paradas ofensivas e acabamos por inaugurar o marcador no seguimento de um pontapé de canto aos 15 minutos da 1ª parte por Tommy. Depois o adversário pegou mais no jogo e nós também lhes demos essa iniciativa de ter a posse, mas sem nunca nos criarem perigo junto da nossa baliza. No término da 1ª parte tivemos nova oportunidade que não conseguimos concretizar.

Sabíamos que também tínhamos de sofrer um pouco para levar de vencida o jogo, o espírito com que encarámos a 2ª parte foi esse e sensivelmente aos 65 minutos conseguimos aumentar a vantagem no marcador por Ângelo, através de um cabeceamento a fazer um chapéu ao guarda-redes adversário.

Jogamos contra uma equipa bem organizada com uma boa qualidade de jogo boa, jogadores individualmente muito bons tecnicamente e em que a irreverência de ser uma equipa bastante jovem dava a garantia de que nunca iriam dar o jogo por perdido, apesar da minha equipa ter controlado o jogo com uma organização defensiva muito forte passando por aí a chave do jogo. Para quem assistiu e foi novamente uma excelente moldura humana acho que foram presenteados com um bom jogo de futebol.

Em relação à final, será novidade para muitos de nós, para outros nem tanto, visto que será a quarta vez que o clube disputa este troféu. Iremos desfrutar da festa do Futebol amador a nível nacional proporcionada pela Fundação Inatel num bom palco e depois vamos encarar o jogo para ganhá-lo’, concluiu.

Ficha de jogo:

Equipa do Seiça

Seiça: Tomé, Tommy, Évora, Brito, Coelho, Rodas, Dany, Ângelo (cap), Juliem, Zé Francisco, e João Paulo.

Suplentes: Octávio, Chico, Dudu, Simão, Renato, Lopes, Rodrigo Batista.

Treinador: Tiago Reis

Ginásio de Alcobaça B

Equipa do Ginásio de Alcobaça B

Lorvão, Guilherme, Ruben Taborda, Guilherme Victorino, João Tiago, Tiago Araújo, Luís Miguel, Igor Pereira, João Raimundo, Romeu Tereso, e Bernardo Dias.

Suplentes: Luís Carlos, Jaime Pestana, Gonçalo António, Álvaro António, Gonçalo Reis, Francisco Fontela, João Ramos.

Treinador: Henrique Manuel

Equipa de arbitragem liderada por Joaquim Messias teve uma boa prestação

Equipa de arbitragem (Évora) – Joaquim Messias, Luís Eustáquio e Hugo Pires.

No final registámos as palavras do treinador do Seiça, em conferência de imprensa:

Tiago Reis, treinador do Seiça.

ÁUDIO | TIAGO REIS, TREINADOR DO SEIÇA:

Texto e fotos: Zé Paulo Marques/mediotejo.net

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.