A GNR registou 84 autos de contraordenação durante uma operação de fiscalização e controlo da circulação de viaturas de transportes de resíduos nos distritos de Setúbal e Santarém, indicou hoje a corporação.

A operação “e-Gar”, realizada na terça-feira em conjunto com a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e com a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo (CCDR-LVT), teve como objetivo “sensibilizar, prevenir e detetar situações irregulares” nos transportes de resíduos, refere a Guarda Nacional Republicana, em comunicado.

Durante a operação, foram fiscalizadas 156 viaturas de transporte de mercadorias, das quais 55 eram de resíduos, e resultou um total de 84 autos de contraordenação.

Segundo a GNR, foram registadas cinco infrações no âmbito dos resíduos e 79 rodoviárias.

Das cinco infrações no âmbito dos resíduos, a GNR refere que duas foram relativas a transferências comunitárias de resíduos, outras duas por não apresentarem guias eletrónicas de acompanhamento de resíduos (e-GAR) e uma por não respeitar os requisitos exigidos, neste caso a impermeabilização do contentor.

No âmbito das contraordenações rodoviárias, a GNR destaca as 31 infrações por excesso de carga e 12 relacionados com tacógrafos, nomeadamente, o não cumprimento dos tempos de condução ou de repouso.

Aquela força de segurança explica que as e-GAR são guias eletrónicas de acompanhamento de resíduos, obrigatórias desde 01 de janeiro, que vieram substituir os tradicionais impressos em papel, sendo emitidas através do Sistema Integrado de Licenciamento do Ambiente (SILIAMB), sendo estas as únicas que têm validade.

Esta operação foi acompanhada em Setúbal pelo Secretário de Estado do Ambiente, Carlos Martins.

Agência Lusa

Agência de Notícias de Portugal

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *