Ponte do Estreito/Aziral (Mação)

Leonel Mourato dá continuidade a uma caminhada de partilha de aventuras no incrível mundo do Geocaching. Muito mais que locais conhecidos, o Geocaching dá a conhecer lugares desconhecidos, abandonados, singulares, perdidos e apaixonantes, mostrando-nos a sua história e o seu significado. A viagem de hoje é até à Ponte do Estreito/Aziral, em Mação.

#geocachingworld

Nickname – Clube das Sandes

GC4GMKT – Ponte do Estreito (Mação),

Owner (Arqueolobo):

Coordenadas GPS – N 39° 34.706′ W 007° 57.563′

PR-MAC-Rota Casas Ribeira/Caratão

A ribeira do Aziral atravessa o concelho de Mação passando por vales profundos e locais de grande beleza. O objectivo desta cache é mostrar aos visitantes uma antiga ponte que permitia aos trabalhadores rurais da aldeia do Caratão deslocarem-se até às hortas situadas nas margens desta ribeira.

Actualmente algumas das hortas ainda são cultivadas, mas o acesso é realizado por outra zona ficando este caminho ao abandono.

O acesso à cache é feito por um trilho de terra batida sem silvas sendo que a mesma pode ser acedida pelos trilhos das caches “Castelo do Caratão” ou “Azenha do Cavaco”.

Se estiver calor aproveitem para dar um mergulho, não recomendo saltarem do cimo da ponte pois não sei a profundidade da ribeira neste local. É uma daquelas perdidas no tempo e no espaço.

Chegamos à Bica do Chorro, local onde a Cila Coelho e a Mónica Coelho, disseram que estava um caminho, porque o fizeram com o Gonçalo Lobato. O João Fernandes deixou o jipe ao fundo e seguimos a pé. O final foi na Garganta do Aziral e a sua ponte. O Rui Moleiro aproveitou para tirar umas fotos a todo este cenário.

Por fim as CACHES do Geocaching:

GC4MY8K – Ponte Velha

GC4MYC8 – Fonte dos Namorados

GC7KF5N – Moinho da Fadagosa

GC4GMY8 – Termas da Fadagosa

GC1W5WG – Castelo Velho do Caratão

GC4GMKT – Ponte perdida do Aziral

GC1W867 – Azenha do Cavaco

GC2BZJR – Psicobloc

GC1W864 – Cobragança

GC1W5X6 – Conheira da Lagoa

Aos companheiros de aventura: João Fernandes e Rui Moleiro. Aquele abraço do Clube das Sandes

Em Caratão (Mação)

Leonel Mourato

Nasceu em Ortiga (Mação). Vive no Porto. Empregado Bancário de profissão.
Caminha por aí, quase sempre sozinho, quase sempre de preto.
Apaixonado pelos lugares desconhecidos, singulares, perdidos e abandonados.
Ama a sua terra natal e o seu concelho. São os lugares mais bonitos do mundo.
Coordenador do Projeto ROTAS DE MAÇÃO outdoor.
Geocachingworld é o seu mundo.
O seu Lema: “Enquanto a tua estrada não terminar, percorre-a. Serás sempre mais feliz”.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.