Dia Mundial da Criança. Foto: DR

O Dia Mundial da Criança assinala-se dia 1 de junho e com a data festiva a aproximar-se em Gavião a data não será esquecida apesar deste ano, devido à pandemia de covid-19, o dia ser comemorado de forma diferente. No âmbito da Educação Artística, e em articulação com a Plataforma Aprender + e Eco-Escolas, o Agrupamento de Escolas de Gavião e a Câmara Municipal promovem e lançam o desafio ‘Faz o Teu Brinquedo’ utilizando materiais recicláveis a todos os  alunos do Pré-Escolar e do 1º Ciclo do Agrupamento de Escolas.

Segundo os promotores, os principais objetivos deste concurso são: “Incentivar estratégias de pesquisa, recolha e descoberta de materiais recicláveis para a realização da atividade; Sensibilizar as crianças e comunidade para a importância da proteção do meio ambiente; Ajudar os alunos a tomarem consciência das consequências do excesso de consumismo; Estimular nos alunos uma atitude ativa e participativa, assim como a partilha de ideias e a colaboração entre alunos, para a concretização de projetos. Promover o desenvolvimento dos níveis de cidadania participativa em crianças, para a construção de uma sociedade mais responsável e interdependente”.

O vencedor por turma será anunciado no Mural da Plataforma Aprender +, na página do Agrupamento de Escolas de Gavião e na página da Câmara Municipal de Gavião, no dia 1 de junho.

Todos os participantes receberão uma lembrança e será atribuído um prémio ao vencedor de cada turma.

Paula Mourato

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.