O Eléctrico de Ponte de Sor, derrotado pelo Benfica no arranque da Liga Placard, vai cumprir dois jogos em casa à porta fechada. Foto: SLB

As equipas do Ferreira do Zêzere e do Eléctrico entraram com o pé esquerdo no arranque da Liga Placard em futsal. O conjunto de Ponte de Sor foi derrotado no sábado, no Pavilhão da Luz, frente ao Benfica, por 8-3, ao passo que o Ferreira do Zêzere foi derrotado este domingo por 2-1, em Torres Vedras, frente ao Torreense.

O campeonato da primeira divisão nacional de futsal iniciou-se no sábado, 9 de setembro, com os encontros entre CR Candoso-AD Fundão, Quinta dos Lombos-Caxinas, CF Belenenses-Leões Porto Salvo, SL Benfica-Eléctrico e Sporting CP- SC Braga/AAUM. Os golos do Elétrico, que perdia por 4-0 ao intervalo, foram apontados por Gustavo Rodrigues (2) e Rúben Freire.

A jornada ficou completa este domingo, dia 10, com a vitória do Torreense por 2-1 frente ao Ferreira do Zêzere (0-0 ao intervalo) com o golo da equipa da Capital do Ovo a ser apontado por João Miguel, aos 37′. Resultados completos AQUI.

A 2ª jornada disputa-se entre os dias 23 e 25 de setembro, com o Ferreira do Zêzere a jogar em casa no sábado, dia 23, às 18h00, com a Quinta dos Lombos, ao passo que o Elétrico recebe em Ponte de Sor, no dia 25, segunda-feira, às 21h00, o Sporting CP, atual campeão nacional, jogo que será disputado à porta fechada.

O Ferreira do Zêzere recebe a Quinta dos Lombos na 2ª jornada da Liga Placard em futsal. Foto arquivo: Luís Ribeiro/mediotejo.net

Em comunicado, a direção do Eléctrico FC informou os sócios, adeptos e simpatizantes que o clube foi castigado pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol, na sequência do jogo que se realizou a 12 de maio de 2023, entre o Eléctrico FC e o CR Leões de Porto Salvo, para a Liga Placard.

Os castigos traduziram-se em multa pecuniária no valor de 2.805€ e na realização de dois jogos à porta fechada: O Eléctrico FC vs Sporting CP, a realizar no dia 25 de setembro, às 21h00, e o jogo entre Eléctrico FC vs CF Os Belenenses, a realizar no dia 14 outubro, às 17h30.

Segundo a mesma nota informativa, na origem das referidas sanções estiveram “ofensas corporais/ agressão física, por parte de um adepto, ao cronometrista, elemento da equipa de arbitragem”, tendo o referido adepto ficado inibido de aceder a recintos desportivos durante 30 dias.

Como consequência das sanções aplicadas e a não realização de receita nos referidos jogos, o clube de Ponte de Sor será penalizado financeiramente num valor aproximado de 7 mil a 8 mil euros, estima o Eléctrico.

No comunicado, o EFC apela a todos os sócios, adeptos e simpatizantes que “apoiem todas as equipas do Eléctrico Futebol Clube, dentro das regras da boa educação e ética desportiva”, tendo sublinhado que o clube “não se identifica com comportamentos inadequados e agressivos, que em nada dignificam” o emblema nem a cidade.

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *