Vista aérea de Ferreira do Zêzere (2011). Foto: DR

Além das cerimónias comemorativas do feriado municipal de Ferreira do Zêzere, na segunda-feira, dia 13 de junho, será apresentada nessa data a nova marca corporativa do concelho assim como o Clube de Produtores de Ferreira do Zêzere. A sessão comemorativa vai decorrer às 16h00, no Centro Cultural, e vai contar com a presença do Secretário de Estado da Administração Local e Ordenamento do Território, Carlos Miguel.

“A iniciativa tem o objetivo de elevar o orgulho de ser ferreirense e amigo de Ferreira do Zêzere, celebrando o território e as suas gentes, afirmando-o e apontando percursos de futuro”, anuncia a autarquia em nota de imprensa. Vários apontamentos culturais e desportivos marcarão a tarde do feriado municipal.

Situado no norte do distrito de Santarém, o concelho de Ferreira do Zêzere tem uma área aproximada de 190 km2 dividida por sete freguesias; Águas Belas, Areias e Pias, Beco, Chãos, Ferreira do Zêzere, Igreja Nova do Sobral e Nossa Senhora do Pranto.

Faz fronteira a norte com Figueiró dos Vinhos, a nordeste com Sertã, a leste com Vila de Rei (separada pela Albufeira de Castelo do Bode), a sul por Tomar, a oeste por Ourém e a noroeste por Alvaiázere.

Segundo o último recenseamento da população, Censos 2021, o concelho perdeu 816 habitantes em 10 anos, com um decréscimo de 8.619 para 7.803 (-9,5%).

As origens deste território remontam ao início do século XIII, quando Pedro Ferreiro, besteiro de D. Sancho, a quem este doara parte da área atual deste município, atribui foral a então denominada Vila ferreiro. Dada a proximidade do rio Zêzere, já em tempo da monarquia liberal, a vila passa a denominar-se Ferreira do Zêzere.

Afirma-se como “Capital do Ovo” porque é aqui que se concentram os maiores produtores de ovo país.

José Gaio

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.