A Feira Medieval de Belver vai regressar de 24 a 26 de junho com organização da junta de freguesia local. Foto: DR

A Feira Medieval regressa de 24 a 26 de junho a Belver (Gavião), num formato de três dias, após um interregno de dois anos devido à pandemia. Para a organização do evento, a Junta de Freguesia de Belver conta com dois apoios financeiros de relevo, da empresa CLEFTA – cujo proprietário é natural de Belver -, e da Câmara Municipal de Gavião, que também avança com apoio logístico. Outros apoios e patrocínios chegaram de diversas entidades, nomeadamente do Clube Recreativo e Desportivo Belverense ou do Centro Social Belverense, que oferece o alojamento aos artistas.

“Todos os apoios são muito importantes”, vinca a presidente da Junta de Freguesia de Belver, Martina Jesus, em declarações ao nosso jornal. “Há muita gente a querer ajudar, quer a nível individual, quer sejam empresas” mesmo de fora do concelho de Gavião, acrescenta.

XV Feira Medieval de Belver, em Gavião. Créditos. mediotejo.net

A realização do evento “gerou uma grande união da comunidade, o que dá mais alento para organizar” a XVI Feira Medieval de Belver. Uma festa de época com um custo financeiro na ordem dos 20 mil euros. “Valor que se justifica porque as pessoas estão contentes. E este é o evento que mais promove a freguesia”, realçou a presidente.

Em abril passado, a Câmara Municipal de Gavião, até este ano entidade organizadora, anunciou que em 2022 não organizaria o evento. Tendo em conta a decisão do executivo municipal, a Junta de Freguesia reuniu esforços e decidiu avançar ela própria com a Feira.

Feira Medieval regressa este fim de semana a Belver (Gavião). Foto arquivo: mediotejo.net

Na ocasião Martina de Jesus explicou ao nosso jornal que a Junta tomou tal decisão após “a Assembleia de Freguesia ter legitimado o Executivo da Freguesia a procurar soluções alternativas que possam ajudar a reviver o certame”.

A localidade ribeirinha de Belver iniciou em 2001 a sua tradicional Feira Medieval, evento que se tornou anual, tendo havido um interregno de dois anos devido à pandemia de covid-19. Agora, tendo em conta que o País regressa paulatinamente à normalidade, a decisão de não realização do evento pela Câmara Municipal de Gavião não caiu bem entre os belverenses, que a contestaram.

Feira Medieval de Belver. Foto arquivo: Flávio Catarino

Na sequência da decisão, em Belver foi criada uma Comissão Organizadora do evento no sentido de levar para a frente a Feira Medieval.

“Temos o apoio da população e muitas pessoas querem associar-se. Já articulámos com a Companhia de Teatro Almanach [antiga Companhia de Teatro VivArte que no passado foi responsável pela animação e recriação histórica do evento], e, portanto, a festa será igual ao que era. Para ajudar os agentes locais privilegiei os vendedores da terra, e muita gente quer participar, tasquinhas de comidas e bebidas, haverá animação de rua, grupos musicais, para trazerem até à população o mesmo espírito da Feira”, acrescentou.

XV Feira Medieval de Belver, em Gavião. Créditos. mediotejo.net

Assim a Feira abre na sexta-feira, dia 24, às 17h00, com arruada pelas ruas e praças do burgo e chegada de Afonso Paes nas horas seguintes. A lenda das Santas Relíquias de Belver decorre pelas 23h00. A animação será da Companhia de Teatro Almanach.

No sábado a abertura tem lugar igualmente às 17h00, com cortejo real uma hora depois e leitura do foral às 19h00. O treino de armas de cavaleiros da Ordem do Hospital decorre às 21h00 e a festa com danças e música continua até às 24h00.

No domingo há banquete medieval no Miradouro do Outeirinho, às 19h00, servido pelos alunos do Curso Profissional de Restauração e Bar do Agrupamento de Escolas de Gavião. O menu será peixe do rio de escabeche e pernil assado com tâmaras, com bebidas (água ou vinho) e sobremesa (bolo de maçã) por 15 euros. As inscrições (limitadas), foram alargadas até 21 de junho e efetuam-se na Junta de Freguesia.

A Feira Medieval de Belver regressa este ano com organização da junta de freguesia local. Foto: DR

A festa prossegue com animação durante a tarde de domingo , sendo o encerramento da Feira às 18h00.

O programa completo daquela que será a XVI edição da Feira Medieval de Belver – uma vez que a XVI edição pensada para 2020 foi cancelada devido à pandemia – pode ser consultado em baixo:

Paula Mourato

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.