Rio Tejo em Ortiga. Foto: Joana Santos

No âmbito da Feira Mostra, o mediotejo.net dá a conhecer um pouco da história de cada uma das 6 freguesias que o compõem. Neste Especial Mação, destaque para a freguesia de Ortiga.

Ortiga é freguesia desde 1928. A passagem e fixação nesta região dos Sarracenos concedeu-lhes o direito de apelidar a povoação. Chamaram-lhe Ortigo, uma derivação da palavra grega ‘Ortygus’ – um jogo praticado na antiga Atenas que se praticava abatendo codornizes à mão. Dada a abundância desta espécie na zona, esta passou a ser conhecida como ‘Ortigana’ – que se traduz como ‘terra de codornizes”. A evolução linguística fez o restante, deixando cair a última sílaba.

Rui Fernando Eusébio de Matos Dias está no cargo de Presidente da Junta de Freguesia desde 2017 em representação do PS.

Rui Fernando de Matos Dias – Junta de Freguesia de Ortiga – PS

Qual o primeiro espaço ou local da sua freguesia que escolheria para mostrar a um turista?
Nenhum, porque o que de valor a Ortiga tem está num estado deplorável e para estar a mostrar desleixo e abandono, não vale a pena. Temos de limpar, temos de dar condições aos nossos habitantes em primeiro lugar. [Para preservar] o que temos de valor, quer paisagístico quer histórico, tem que haver uma grande intervenção de fundo.

Como é viver na sua freguesia? Que pontos destaca em termos de serviços e qualidade de vida, para alguém que hoje quisesse mudar de Lisboa e viver no interior do país?
Vivência normal, qualidade de vida melhor pelo ar e pelas águas e pouco mais. Para mudar de Lisboa, só para fugir à correria do dia a dia da cidade.

Como descreve a sua freguesia? Que investimento sugeriria a um eventual empresário que quisesse investir na sua freguesia?
É a melhor do Concelho, devido à sua situação geográfica e a ser banhada por um rio internacional. Fizeram dele um esgoto a céu aberto e os seus autores ficaram impunes. A isto chama-se abandono do interior pelos sucessivos governos do País litoral.

Investimento, neste momento só existe vantagem por estar perto da A23, mesmo com portagens, e assim escoar os seus produtos por esta via.

Quais os pontos fortes que destaca na freguesia e que debilidades gostaria de resolver?
A Freguesia tem património cultural, gastronómico e paisagens deslumbrantes. As debilidades que gostaria e vou tentar melhorar, é trabalhar para rentabilizar as três atrás descritas. Mostrar mesmo que pobre e pouco, mas uma freguesia limpa e sem envergonhar ninguém desta freguesia nem do Concelho.

Como é desempenhar o cargo de presidente de junta? O que o motiva a trabalhar em proximidade?
É uma nova experiência, porque a minha vida profissional foi bem diferente. Dar o melhor e tentar que o interior não se torne mais um lar de 3ª idade, em que as pessoas só já vem para o interior porque o fim se aproxima. Retorcer esta ideia é a minha grande motivação.

Mação celebra as suas festas anuais de 27 de junho a 1 de julho. O que destaca deste momento festivo?
É uma grande iniciativa da Câmara Municipal de Mação, que nestes dias dá vida e promove tudo o que de bom existe neste Concelho.

***

Retrato da Freguesia

Localidades: Barragem, Estação e Ortiga
Área: 15,95 Km2
População: 590 habitantes

Ordenação heráldica do brasão: 23 de janeiro de 1997

Descrição: Escudo de prata, proa de barco (picareto) vogando sobre um ondeado de azul e prata em contra-chefe e acompanhado de quatro ramos de oliveira de verde, frutados de negro, passados dois a dois em aspa e atados de vermelho; em chefe, flor-de-lis de púrpura. Coroa mural de prata de três torres. Listel branco, com a legenda a negro: “ORTIGA”.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.