O Entroncamento tem um novo percurso para os aficionados da bicicleta desde o passado domingo, dia 25. A Ciclovia Verde estende-se por dois quilómetros na Freguesia de Nossa Senhora de Fátima, desde o Centro de Saúde até à zona habitacional do Bonito, e representa um investimento de cerca de 800 000 euros, cofinanciado pelo Programa Operacional Regional do Centro – Mais Centro (QREN).

03_ciclovia verde

Os ciclistas marcaram presença na inauguração

As previsões meteorológicas não assustaram os representantes municipais, nem os cidadãos que assistiram ao descerramento da placa de inauguração do mais recente troço ciclável da cidade pelo atleta veterano José Canelo. A Ciclovia Verde complementa a rede de ciclovias existente no concelho e prevê-se que o seu prolongamento até à Escola António Gedeão, na freguesia de São João Baptista, esteja concluído em meados de 2017.

O presidente da autarquia participou na caminhada que se seguiu à inauguração da nova obra, com a qual pretende integrar gradualmente o “hábito antigo da mobilidade de bicicleta e a pé” nas rotinas diárias dos munícipes pois os 11 quilómetros de rede projetados “irão ligar os principais estabelecimentos escolares, o mercado, as igrejas, as áreas desportivas, a estação e o tribunal”. Além da promoção de hábitos de vida saudáveis, Jorge Faria destacou a importância da regularização da ribeira de Santa Catarina e da “recuperação das zonas urbanas mais degradadas para que a cidade se torne mais ela toda num todo e que não existam áreas que não sejam fruídas pela população”.

04_ciclovia verde

O município e o desporto lado a lado na nova Ciclovia Verde

José Canelo também deixou os ciclistas seguirem em primeiro lugar e percorreu o novo troço a pé. Não calçou as sapatilhas, mas os sapatos de cerimónia não quebraram o ritmo do veterano que, no passado mês de agosto, se sagrou tetra campeão mundial de atletismo no Campeonato do Mundo para Veteranos em Lyon (França). O atleta do CLAC – Clube de Lazer Aventura e Competição do Entroncamento considera que a Ciclovia Verde irá estimular as gerações mais jovens e encara o novo projeto com “muito otimismo porque, logo à partida, é um trabalho do meu neto”, o arquiteto José Luís Canelo.

Afirma que houve preocupação em garantir “que as coisas ficassem com um aspeto ótimo e aquele sentido de responsabilidade para não se criar qualquer problema físico a quem viesse de bicicleta ou a caminhar”. Apesar de treinar regularmente no Parque Verde do Bonito, três vezes por semana, diz que também passará a utilizar a nova ciclovia para a preparação das inúmeras provas em que representa o concelho e o país. No próximo ano já tem duas agendadas, em Vila Real de Santo António e Itália.

05_ciclovia verde

José Canelo tem uma Pista de Atletismo com o seu nome desde setembro de 2010

Quanto ao segredo de tantas vitórias, revela que está na forma como faz a partida e gere o esforço até chegar à meta. Aos 91 anos, nem a falta de patrocínios o faz parar e deixa um conselho aos mais novos, comprovado pela sua experiência de vida, “para praticarem modalidades que gostem, mas nunca se podem esquecer da modalidade de atletismo. É uma fonte de riqueza para a nossa saúde”.

Sónia Leitão

Nasceu em Vila Nova da Barquinha, fez os primeiros trabalhos jornalísticos antes de poder votar e nunca perdeu o gosto de escrever sobre a atualidade. Regressou ao Médio Tejo após uma década de vida em Lisboa. Gosta de ler, de conversas estimulantes (daquelas que duram noite dentro), de saborear paisagens e silêncios e do sorriso da filha quando acorda. Não gosta de palavras ocas, saltos altos e atestados de burrice.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *