O Ministro da Educação na inauguração das duas escolas. Foto: mediotejo.net

O ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, esteve no Entroncamento esta segunda-feira, dia 24, para a inauguração de duas escolas. A visita começou na nova Escola Básica do Bonito e terminou na requalificada Escola Básica EB 2/3 Dr. Ruy d’Andrade, dois estabelecimentos de ensino que representam um investimento global superior a nove milhões de euros e envolvem mais de mil alunos do concelho.

A Escola Básica do Bonito e a Escola EB 2/3 Dr. Ruy d’Andrade foram inauguradas na tarde desta segunda-feira pelo ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues. O ministro discursou no primeiro estabelecimento de ensino, que caraterizou como “um grande presente” recebido como “algo há muito desejado” e destacou a importância da requalificação das escolas existentes para que estas possam ter “uma nova vida” em troca da “vida que elas nos deram”.

O descerrar das placas foi acompanhado por atuações dos alunos e visitas guiadas às duas escolas com paragem em algumas salas de aula. As crianças do 2º ano da Escola Básica do Bonito partilharam o que tinham aprendido há minutos sobre os cinco sentidos e os adolescentes do 8º ano da Escola EB 2/3 Dr. Ruy d’Andrade falaram sobre os objetivos da publicidade, conseguindo alguns deles um autógrafo de Tiago Brandão Rodrigues.

As obras inauguradas envolveram um investimento global na ordem dos nove milhões de euros, €6.744.000,00 dos quais comparticipados pelo FEDER – Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional. O restante valor foi assegurado pelo Ministério da Educação com €846.000,00 (na Escola Dr. Ruy d’Andrade) e pelo município com €1.470.000,00. Na Escola Básica do Bonito o investimento europeu foi de €2.400.000,00 e o municipal de €992.000,00, subindo os valores quando falamos da Escola EB 2/3 Dr. Ruy d’Andrade (€4.344.000,00 do FEDER e €992.000,00 do município).

Inauguração da Escola Básica do Bonito. Fotos: mediotejo.net
Inauguração da Escola Básica do Bonito. Fotos: mediotejo.net

De acordo com os dados do Agrupamento de Escolas Cidade do Entroncamento, no início do ano ano letivo 2016/17 estes estabelecimentos de ensino abrangiam 1047 dos cerca de 2700 alunos que frequentam o ensino público do concelho (716 na Escola EB 2/3 Dr. Ruy d’Andrade e 331 na Escola Básica do Bonito). Feitas as contas, as obras realizadas em ambas as escolas, no valor total de €9.060.000,00 – €2.878.000,00 da Escola Básica do Bonito e €6.182.000,00 da Escola EB 2/3 Dr. Ruy d’Andrade – representam um investimento na ordem dos €8.650.000,00 por aluno.

No final da inauguração, a diretora do agrupamento, Filomena Pereira, partilhou com o mediotejo.net que o momento representa “uma mais valia” para a comunidade escolar na medida em que “existe sempre uma relação entre o espaço físico e a melhoria das aprendizagens”. A comprová-lo, diz, está a melhoria dos “resultados escolares”, dos alunos desde que estrearam a Escola Básica do Bonito no ano letivo 2014/15 e antigamente frequentavam as escolas Básicas n.º 2 (Escola das Tílias) e nº 3.

Os novos estabelecimentos de ensino começaram a ganhar a forma atual em 2012, tendo a Escola Dr. Ruy d’Andrade sido capacitada para 800 alunos com acesso a 36 salas de aula, auditório, refeitório, cozinha, salas para ensino de artes e música, gabinetes e um elevador para pessoas com mobilidade reduzida. No caso da Escola Básica do Bonito, os 478 alunos previstos podem usufruir, entre outros, de 16 salas no primeiro ciclo e três salas no pré-escolar, biblioteca e parque infantil.

Inauguração da Escola EB 2/3 Dr. Ruy D'Andrade. Fotos: mediotejo.net
Inauguração da Escola EB 2/3 Dr. Ruy D’Andrade. Fotos: mediotejo.net

Jorge Faria também falou com o mediotejo.net sobre o significado da inauguração da escola feita de raiz e da escola requalificada, inaugurada pela primeira vez em outubro de 1973. Para o presidente da autarquia, trata-se de um “ato simbólico” que “valoriza e dá importância à educação” e “completa uma rede de estabelecimentos de ensino de grande qualidade da nossa cidade”. Uma aposta que garante “mais educação e melhor educação para que todos possam ter as melhores oportunidades”.

No entanto, para que a rede fique totalmente concluída falta a remodelação do pavilhão gimnodesportivo da Escola EB 2/3 Dr. Ruy d’Andrade no valor de €615.000,00, cujo processo, lamenta Jorge Faria, “se tem arrastado desde abril sem razão que nós possamos entender”. A recente celebração do Acordo de Colaboração da componente nacional com a Secretária de Estado Adjunta e da Educação, Alexandra Leitão, faz com que o município esteja a aguardar a “luz verde por parte dos financiamentos comunitários do Centro 2020” para dar início às obras.

A situação, diz Jorge Faria, “deverá ficar resolvida na primeira quinzena de novembro”, permitindo o lançamento da empreitada “até ao final do ano” com o objetivo de se realizarem as obras entre as férias do Natal e as férias da Páscoa.

Sónia Leitão

Nasceu em Vila Nova da Barquinha, fez os primeiros trabalhos jornalísticos antes de poder votar e nunca perdeu o gosto de escrever sobre a atualidade. Regressou ao Médio Tejo após uma década de vida em Lisboa. Gosta de ler, de conversas estimulantes (daquelas que duram noite dentro), de saborear paisagens e silêncios e do sorriso da filha quando acorda. Não gosta de palavras ocas, saltos altos e atestados de burrice.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.