Inauguração da Biblioteca Escolar da Escola Básica da Zona Verde. Imagem: CME

A Escola Básica da Zona Verde, no Entroncamento, conta a partir de agora com uma biblioteca escolar. Com a inauguração deste espaço, todas as escolas do agrupamento estão agora equipadas de biblioteca, disponibilizando aos alunos experiências e oportunidades com vista à aquisição de conhecimento.

É um espaço que resulta do esforço conjunto da Câmara Municipal do Entroncamento, do Agrupamento de Escolas Cidade do Entroncamento, bem como da Rede de Bibliotecas Escolares e com o apoio do Plano Nacional de Leitura. A Escola Básica da Zona Verde tem agora uma biblioteca, um espaço onde se pretende “estimular nas crianças o hábito e o prazer de ler” além do incentivo às crianças para o uso das bibliotecas durante toda a vida.

Em comunicado, a autarquia entroncamentense destaca a importância deste novo espaço “fundamental numa instituição de ensino, na medida que promove o sucesso escolar e o processo de ensino/aprendizagem”.

“Este espaço oferece oportunidades de adquirir conhecimentos através de experiências e atividades que desenvolvem as suas capacidades intelectuais, sociais, culturais e de cidadania”, continua a nota.

Com esta inauguração, todas as escolas do Agrupamento de Escolas Cidade do Entroncamento estão agora equipadas com uma Biblioteca Escolar, um espaço educativo “integrador de múltiplas literacias, fundamental no processo de formação das crianças e jovens”.

A inauguração foi presidida pelo presidente da Câmara Municipal do Entroncamento e contou com a presença da vereadora da Educação e de representantes do Agrupamento de Escolas Cidade do Entroncamento, da Rede de Bibliotecas Escolares, do Plano Nacional de Leitura, dos professores envolvidos no projeto e do representante da Associação de Pais da Escola da Zona Verde. A ocasião terminou com um momento expressivo de declamação e dança por parte de um grupo de alunas desta escola.

Ana Rita Cristóvão

Abrantina com uma costela maçaense, rumou a Lisboa para se formar em Jornalismo. Foi aí que descobriu a rádio e a magia de contar histórias ao ouvido. Acredita que com mais compreensão, abraços e chocolate o mundo seria um lugar mais feliz.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.