Fotografia: Unsplash

O município do Entroncamento alberga atualmente 21 famílias refugiadas da Ucrânia, num total de 45 pessoas, deu nota Jorge Faria (PS), presidente da Câmara Municipal, na última sessão de Assembleia Municipal do dia 27 de junho. A autarquia também já auxiliou estes cidadãos com um total de 240 cabazes alimentares e 2.400 euros.

Conforme disse Jorge Faria, o Entroncamento já recebeu um total de 56 pessoas, distribuídas entre 26 agregados familiares, sendo que entretanto cinco agregados já saíram da cidade, referindo o autarca que pensa que a maior parte deles regressou à Ucrânia.

Atualmente permanecem no concelho 21 famílias, num total de 45 pessoas, sendo que são 14 as famílias que estão a receber o RSI (Rendimento Social de Inserção), estando outras seis famílias a aguardar despacho.

ÁUDIO | Jorge Faria, presidente da Câmara Municipal do Entroncamento

“Como sabem, nós temos estado a apoiar essas famílias através de cabazes alimentares, já distribuímos 240 cabazes. Também atribuímos um apoio pecuniário de 100 euros por cada agregado, até que as famílias começassem a receber RSI, portanto neste momento também já atribuímos cerca de 2.400 euros nesses apoios”, afirmou Jorge Faria.

Jorge Faria explicou ainda que a autarquia está a trabalhar com o IHRU (Instituto da Habitação e Reabilitação Urbana), no sentido de enquadrar o programa Porta de Entrada, um apoio aos alojamentos urgentes com regime excecional para a Ucrânia, para permitir o alojamento menos precário destas famílias oriundas da Ucrânia.

Os serviços da câmara também têm “vindo a trabalhar na procura de emprego” para essas pessoas, tendo Jorge Faria assinalado que “há um trabalhador integrado nos serviços de desporto” do município.

Rafael Ascensão

Licenciado em Ciências da Comunicação e mestre em Jornalismo. Natural de Praia do Ribatejo, Vila Nova da Barquinha, mas com raízes e ligações beirãs, adora a escrita e o jornalismo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.