D. José Augusto Traquina Maria, Bispo de Santarém. Créditos de Imagem: Diocese de Santarém

Esta quarta-feira, dia 30 de março, assinalam-se os 75 anos da chegada das Irmãs da Congregação das Servas de Nossa Senhora de Fátima ao concelho do Entroncamento. Para marcar a data, vai acontecer uma eucaristia presidida por D. José Augusto Traquina, bispo da diocese de Santarém. As celebrações vão estender-se também com a realização de conferências alusivas a esta temática.

Trata-se de uma data significativa para a vida pastoral da comunidade católica: a chegada das primeiras irmãs da Congregação das Servas de Nossa Senhora de Fátima (SNSF) à “terra dos comboios”, facto que ocorreu em 1947.

Ao longo de 75 anos muitas foram as irmãs que serviram a Igreja no Entroncamento, nos vários espaços por onde o centro passou, “tendo ganhado o respeito e a amizade dos entroncamentenses”, refere em comunicado a Comissão Organizadora das comemorações, que destaca o apostolado exercido no concelho segundo a máxima “Passar fazendo o bem, à imitação do Mestre Divino, tornar felizes os que nos rodeiam, que doce programa de vida!”, proferida por Maria Luísa Andaluz, fundadora da congregação.

“Fundadas pela Madre Luísa Andaluz (1887-1973), atualmente em processo de beatificação e canonização, com uma forte vocação para o apostolado nas paróquias, sob a invocação e proteção de Nossa Senhora do Rosário de Fátima, as Irmãs chegaram ao Entroncamento em 30 de março de 1947, por convite do primeiro pároco do Entroncamento, Pe. Martinho Gonçalves Mourão (1906-1977), expressamente para tomarem conta do Centro Social Paroquial, então chamado Centro de Assistência Social Infantil, mais conhecido por Creche”, lembra a nota enviada ao mediotejo.net.

Na memória da cidade ficaram gravados os nomes de muitas Irmãs, tendo o Entroncamento retribuído este trabalho ao atribuir o nome da Congregação das Servas de Nossa Senhora de Fátima ao Largo da igreja com o mesmo nome e na toponímia da cidade figura a Irmã Alice Brás como nome de uma rua.

No ano em que se assinala o 75.º aniversário da chegada da Congregação das Servas de Nossa Senhora de Fátima à cidade, as comemorações oficiais terão o seu início com a celebração de uma eucaristia presidida por D. José Traquina, Bispo de Santarém, na Igreja Paroquial da Sagrada Família do Entroncamento (Igreja Matriz), pelas 19h00 do próximo dia 30 de março.

O programa contará ainda com um conjunto de conferências no âmbito do aniversário, a acontecer no Centro Pastoral da Igreja da Sagrada Família nos meses de maio e junho.

A primeira conferência tem data marcada para 8 de maio, pelas 15h00, e incidirá sobre o tema “75 anos da presença das Irmãs Servas de Nossa Senhora de Fátima do Entroncamento”.

A segunda sessão ocorrerá a 27 de maio pelas 16h00 e 18h00 e terá como tema o “Dinamismo educativo das obras de Luiza Andaluz”. A última conferência será a 5 de junho sob o mote “Dimensão evangelizadora do apostolado social de Luiza Andaluz”.

Cartaz do 75.º aniversário

Ana Rita Cristóvão

Abrantina com uma costela maçaense, rumou a Lisboa para se formar em Jornalismo. Foi aí que descobriu a rádio e a magia de contar histórias ao ouvido. Acredita que com mais compreensão, abraços e chocolate o mundo seria um lugar mais feliz.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.