Apresentação do Entroncamento Atlético Clube. Foto: mediotejo.net

O Entroncamento Atlético Clube (EAC) deu-se a conhecer aos meios de comunicação social esta segunda-feira, dia 21, numa antevisão do que vai ser a apresentação oficial à população do Entroncamento na próxima sexta-feira, dia 25. O novo clube, dirigido por Paulo Costa, quer trazer o futebol sénior de volta e assegurar que os jogadores ficam pelo concelho depois da formação.

A Junta de Freguesia de Nossa Senhora de Fátima foi o local escolhido para o novo clube de futebol sénior do concelho do Entroncamento fazer a sua primeira conferência de imprensa. Na plateia estiveram quase todos os membros dos órgãos sociais presididos por Vítor Bertelo (Assembleia Geral), Paulo Costa (Direção) e Tílio Alves (Conselho Fiscal). Ao seu lado, na mesa, esteve o vice-presidente Marco Faria.

Em resposta às questões colocadas pelos jornalistas, Paulo Costa, começou por dizer que o principal objetivo é “criar uma equipa de futebol sénior que possa, de domingo a domingo, trazer as pessoas ao futebol”.

A “vontade”, palavra repetida muitas vezes no final de tarde, foi a de criar não apenas “mais uma associação desportiva” e que o clube fundado a 25 de junho de 2018 “possa ser uma bandeira e um emblema daquilo que é o futebol sénior no Entroncamento”.

O EAC é dirigido por Paulo Costa. Foto: mediotejo.net

O tempo de preparação do EAC resultou da vontade dos elementos dos órgãos sociais em dar “passos consistentes” e que procuram, neste momento, o “formato ideal de sustentabilidade financeira”. O presidente da direção referiu que preferia “que não existisse um investidor”. No entanto, confirmou que já foram feitos contactos informais nesse sentido e que a hipótese não está descartada.

A ideia começou a ganhar forma há dois anos e esteve quase para ser materializada no ano passado, mas o apoio “de alguém que nos poderia ajudar do ponto de vista financeiro” não se concretizou. Paulo Costa, atual treinador do Riachense, acrescentou que “os clubes serão sempre o que os sócios e a população queiram que eles sejam”.

Alguns elementos dos órgãos sociais estiveram presentes na conferência de imprensa. Foto: mediotejo.net

O clube traz no seu símbolo “as cores do passado e um sinal de força que é a própria locomotiva” e espera-se que os sócios surjam na apresentação oficial, tendo os primeiros 100 inscritos estatuto de sócios fundadores do EAC. O evento tem lugar no Centro Cultural do Entroncamento, às 20h30 da sexta-feira, onde serão apresentados os órgãos sociais e inclui uma tertúlia sobre o passado e o presente do futebol no Entroncamento, assim como momentos musicais.

Quanto aos atletas, a finalidade é a de que os jovens possam jogar “em representação da sua cidade” depois da formação. A possibilidade de se estrear na próxima temporada acontece “se existirem condições para tal” e estão a ser avaliadas. Neste momento, também estão a ser realizados contactos para que o clube possa ter uma sede em breve com as condições logísticas adequadas.

Sónia Leitão

Nasceu em Vila Nova da Barquinha, fez os primeiros trabalhos jornalísticos antes de poder votar e nunca perdeu o gosto de escrever sobre a atualidade. Regressou ao Médio Tejo após uma década de vida em Lisboa. Gosta de ler, de conversas estimulantes (daquelas que duram noite dentro), de saborear paisagens e silêncios e do sorriso da filha quando acorda. Não gosta de palavras ocas, saltos altos e atestados de burrice.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *