'Lua de sangue', fenómeno assim designado porque a Lua adquire um tom avermelhado. Créditos: Unsplash

O Centro Ciência Viva de Constância vai estar aberto na noite deste domingo para segunda-feira, de 15 para 16 de maio, das 3h00 às 6h00, para acompanhar o eclipse total da Lua, com observações e registos de imagens de diferentes fases do fenómeno através de telescópios e, simultaneamente, fará a transmissão em direto, com comentários das diferentes fases do eclipse, através da rede social Facebook.

Durante o dia de segunda-feira, 16 de maio – “Dia Internacional da Luz e “Dia Nacional dos Cientistas” – estará disponível a gravação do acontecimento, a par de uma outra dedicada ao estudo do nosso satélite natural e a informações científicas que a luz solar refletida na superfície lunar continua a proporcionar, mesmo sem a permanência de humanos na Lua.

A Lua vai estar encoberta pela sombra da Terra na segunda-feira, dia em que há o primeiro eclipse lunar total de 2022. Foto: DR

O Observatório Astronómico de Lisboa explica que a Lua começa a entrar na penumbra da Terra às 2h31 e a partir deste instante a Lua vai escurecendo progressivamente adquirindo tons mais acinzentados. A seguir, às 3h28 a Lua começa a entrar na sombra da Terra, adquirindo tons mais avermelhados e acastanhados.

O começo do eclipse total ocorre às 4h29, quando a Lua fica totalmente dentro do cone de sombra da Terra. Embora fique totalmente na sombra, a Lua não deixa de ser visível mas apresenta uma cor avermelhada e acastanhada. De facto, durante um eclipse lunar os raios solares incidem na Lua após atravessarem a atmosfera terrestre onde são dispersados e perdem uma grande quantidade de luz azul e verde. Assim, durante o eclipse, a Lua não é iluminada com luz branca mas sim com luz mais avermelhada.

O máximo do eclipse ocorre às 5h12 quando a Lua está no centro da sombra da Terra. O instante da fase de Lua cheia ocorre apenas 2 minutos depois às 5h14. Pelas 5h54 termina o eclipse total, ou seja a Lua começa a sair da sombra, perdendo progressivamente o tom avermelhado e ganhando o tom de cinzento-escuro. Por fim às 7h52 a Lua sai completamente da penumbra voltando à sua tonalidade habitual, mas nesta ocasião a Lua já estará abaixo do horizonte.

O próximo eclipse total da Lua ocorrerá no dia 8 de novembro de 2022.

Paula Mourato

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.