Escola de aviação L3, no aeródromo de Ponte de Sor. Créditos: DR

Ao abrigo do disposto nos artigos 24.° a 26.° da Lei de Imprensa, publica-se o seguinte Direito de Resposta, relativo à notícia “Alunos da escola de aviação L3 pedem reparação de danos em tribunal”, publicada a 7 de novembro de 2021.

“Na notícia da autoria da jornalista Paula Mourato do passado dia 7 de novembro de 2021, é afirmado que o “processo judicia [movido por alunos que exigem a reparação de danos à escola de pilotos que não cumpriu contratos] contra a escola de aviação Aerocondor L3 European Airline Academy tem a primeira audiência marcada para o dia 11 de novembro, no Tribunal de Cascais” e “que os alunos pretendem a reparação dos danos, uma vez que a escola prometia a formação de piloto no máximo em 18 meses mas, na realidade, prolongou-se por três anos, com rescisões de contratos pelo meio”.

Refere essa mesma notícia que “alguns alunos estabeleceram um acordo com uma instituição financeira, ou seja contraíram uma dívida de 80 mil euros (…), na expectativa de começarem a voar (isto é, a trabalhar) assim que terminassem o mesmo, cerca de ano e meio depois, o que não se verificou por incumprimento da escola de aviação L3”, fazendo depois essa mesma notícia alusão a factos ocorridos em meados de 2020, como se um e outro estivessem interligados.

Ora, sobre isso tem a EAA a informar desde já ser falso que estivesse agendada para o passado dia 11 de novembro a primeira audiência de discussão e julgamento no âmbito de um processo, movido contra a escola, por um grupo de alunos, sendo falso também, que exista sequer um tal processo movido por vários alunos contra a escola.

Esclarece-se assim que aquilo que estava previsto ocorrer – e ocorreu – no dia 11 de novembro de 2021 junto do Tribunal de Cascais era, tão-só, a realização da segunda e última sessão de audiência de discussão e julgamento no âmbito de uma ação movida contra a escola por um único (e não vários) seu ex-aluno que concluiu o curso em dezembro de 2019, não estando tal ação em nada relacionada com os eventos de 2020 que foram noticiados pelo V/ jornal em junho de 2020.”                                                                           

Pela Escola de Aviação Aerocondor S.A.,
Mário Spínola
Administrador

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *