O 32º Festival Nacional de Folclore vai ser uma das atrações do evento em Liteiros. Imagem ilutrativa: DR

Tomar vai assinalar o Dia Nacional do Folclore Português através da recriação de uma Romaria de 1900, com direito a procissão, missa, bênção e leilão das fogaças, farnel, música e jogos tradicionais. A iniciativa, da Federação do Folclore Português (Conselho Técnico Regional do Alto Ribatejo) e do Município de Tomar, vai decorrer ao longo de todo o dia 29 de maio, domingo.

O início do evento está agendado para as 9h45, hora em que vários romeiros saem de diversas ruas da cidade nabantina em direção à Igreja de Santa Maria do Olival, local da romaria. É neste sítio que vão estar produtos tradicionais a partir das 10h00.

Às 10h30 celebra-se a missa, ao que se segue a procissão acompanhada pelo Grupo de Gaiteiros dos Brasões e pela Banda Filarmónica da Sociedade Recreativa e Musical da Pedreira, com início agendado para as 11h45. A procissão parte da Igreja de Santa Maria do Olival, passando pela Rua de Santa Iria, Av. Norton de Matos, Rua Manuel de Matos, Av. D. Maria II, Rua Professor Andrade, Rua Aquiles da Mota Lima, regressando então à Igreja.

É com a chegada da procissão que se realiza então a tradicional bênção e leilão das fogaças, sendo que a partir das 13h00 é recriado o comer do farnel.

Repostas as energias, a atividade tem seguimento às 15h, através da Cerimónia da Comemoração do Dia Nacional do Folclore Português, no Auditório da Biblioteca Municipal António Cartaxo da Fonseca.

A partir das 15h30 e ao longo da tarde vão haver jogos tradicionais (com a colaboração do Calma – Clube de Actividades de Lazer e Manutenção), tocadores de instrumentos tradicionais, cantadores ao desafio e bailarico.

A organização apela aos moradores das ruas do percurso da procissão para colocarem colchas nas janelas ou sacadas, convidando ainda a população a participar e conhecer ou relembrar as vivências do passado.

O evento conta com o apoio da Federação do Folclore Português, do Município de Tomar, das Paróquias de Tomar – São João Baptista e Santa Maria dos Olivais e da União de Freguesias de São João Baptista e Santa Maria dos Olivais.

Rafael Ascensão

Licenciado em Ciências da Comunicação e mestre em Jornalismo. Natural de Praia do Ribatejo, Vila Nova da Barquinha, mas com raízes e ligações beirãs, adora a escrita e o jornalismo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.