O deputado socialista Hugo Costa participou, enquanto membro da Comissão de Economia, Inovação e Obras Públicas na audição realizada a 10 de abril à Direção Geral de Energia e Geologia a propósito das novas regras nas instalações de eletricidade e  sua segurança.

O deputado tomarense defende, tal como o Grupo Parlamentar que representa, que “a atual legislação veio simplificar procedimentos, relembrando que existia um modelo de negócio lesivo para o consumidor em que existiam 30% de inspeções mas que eram pagas 100%”.

“Estamos disponíveis para, com os outros Grupos Parlamentares, chegar aos consensos necessários para melhorar e garantir que a solução não é beliscada”,  disse Hugo Costa, acrescentando que  “após a apresentação do Diretor Geral, o Grupo Parlamentar do PS ficou tranquilo uma vez que os intervenientes do anterior mercado disseram que a aplicação da lei não estava a funcionar, contrariamente ao que agora foi exposto pela Direção Geral de Energia e Geologia”.

Hugo Costa pediu, não obstante, o ponto real da aplicação da lei, frisando que não está em causa a competência dos técnicos. “Não faz sentido os técnicos, que são reconhecidos pela Ordem dos Engenheiros, sejam colocados em causa embora eu deva questionar, devido a terem sido levantadas algumas questões publicamente, se alguma segurança foi colocada em causa devido à aplicação desta lei”, interveio.

Recorde-se que Hugo Costa é o Coordenador de um Grupo de Trabalho – Energia,  que irá manter-se até ao final desta legislatura.

Gisela Oliveira

Jornalista profissional há mais de 30 anos, passou por vários jornais diários nacionais, nomeadamente pelo 'Diário de Lisboa', 'Diário de Notícias' e 'A Capital'. Apaixonada pela profissão desde a adolescência, abraçou o jornalismo nas suas diversas áreas, desde o Desporto às Artes e Espetáculos, passando pela Política e pelos temas Internacionais. O jornalismo de proximidade surge agora no seu percurso.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.