Foto: Paulo Jorge de Sousa

O senhor António já fez 81 anos. Encontrei-o a meio da tarde no cais de Vila Nova da Barquinha, agarrado a uma cana de pesca, da qual não tirava o olho. Veio do Entroncamento e ali é o seu sítio habitual para passar o tempo junto ao rio Tejo.

Tinha encostado ao seu carro, um braçado de canas da pesca, cada uma para a sua função. Dizia-me que as podia usar, eram mais compridas, podia lançar o anzol mais longe. Era só deixá-las num suporte e esperar.

Mas optou por esta que o obrigava a estar atento ao sinal da bóia, assim tinha a certeza de que não caía na tentação de fechar os olhos por uns instantes.

Estava ali desde as duas da tarde e só tinha apanhado um peixe que, de tão pequeno, o devolveu ao rio.

Para passar o tempo, confessou, também cava a terra, mas apenas por desporto, era a sua forma de fazer ginástica, o seu ginásio.

Bem que fiquei na conversa uma bela meia hora à espera que algum peixe de tamanho considerável aparecesse na sua cana, para que a fotografia ficasse melhor, como ele me sugeria com um sorriso, mas, como tal não aconteceu, despedi-me e continuei o meu passeio.

Fotografia: Barquinha, junho de 2022

Paulo Jorge de Sousa

Nasceu no Sardoal em 1964, e é licenciado em Fotografia. Fez o Curso de Fotojornalismo com Luíz Carvalho do jornal “Expresso” (Observatório de Imprensa). É formador de fotografia com Certificado de Aptidão Profissional (registado no IEFP). Faz fotografia de cena desde 1987, através do GETAS - Centro Cultural, do qual também foi dirigente e fotografou praticamente todos os espetáculos. Trabalha na Câmara Municipal de Sardoal desde 1986 e é, atualmente, Técnico Superior, editor fotográfico e fotógrafo do boletim de informação e cultura da autarquia “O Sardoal” e de toda a parte fotográfica do Município. É o fotógrafo oficial do Centro Cultural Gil Vicente, em Sardoal. Em 2009, foi distinguido pela rádio Antena Livre de Abrantes com o galardão “Cultura”, pelo seu percurso fotográfico. Conta com mais de meia centena de distinções nacionais e internacionais. Já participou em dezenas de exposições individuais e coletivas.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.