Foto: Paulo Jorge de Sousa

Faz um ano sobre os acontecimentos trágicos em Pedrogão e neste sábado realizou-se a Festa de Santo António, em Entrevinhas, Sardoal.

Mas qual a relação entre estes dois acontecimentos? … Da festa fez parte uma procissão que saíu da capela e rumou até ao alto da aldeia, aos conhecidos Moinhos de Entrevinhas, para a celebração de uma missa, já em zona de pinhal.

E enquanto a procissão subia por entre os pinheiros, veio-me à memória que aquela romaria também poderia ser uma outra manifestação, como que o pedido a um Deus superior para proteger aquela floresta dos incêndios.

Sardoal foi recentemente referido num documento conjunto do Centro de Estatística e Aplicações da Universidade de Lisboa e do Instituto Superior de Agronomia como um dos 20 concelhos do país que podem arder este ano.

Paulo Jorge de Sousa

Nasceu no Sardoal em 1964, e é licenciado em Fotografia. Fez o Curso de Fotojornalismo com Luíz Carvalho do jornal “Expresso” (Observatório de Imprensa). É formador de fotografia com Certificado de Aptidão Profissional (registado no IEFP). Faz fotografia de cena desde 1987, através do GETAS - Centro Cultural, do qual também foi dirigente e fotografou praticamente todos os espetáculos. Trabalha na Câmara Municipal de Sardoal desde 1986 e é, atualmente, Técnico Superior, editor fotográfico e fotógrafo do boletim de informação e cultura da autarquia “O Sardoal” e de toda a parte fotográfica do Município. É o fotógrafo oficial do Centro Cultural Gil Vicente, em Sardoal. Em 2009, foi distinguido pela rádio Antena Livre de Abrantes com o galardão “Cultura”, pelo seu percurso fotográfico. Conta com mais de meia centena de distinções nacionais e internacionais. Já participou em dezenas de exposições individuais e coletivas.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.