Militares destacados para o Afeganistão recebem Estandarte Nacional. Foto: BrigMec

O Campo Militar de Santa Margarida, em Constância, acolheu no dia 15 a cerimónia de entrega do Estandarte Nacional à 6.ª Força Nacional Destacada (6FND) para o Teatro de Operações (TO) do Afeganistão (AFG), no âmbito da Resolute Support Mission (RSM) da NATO

A cerimónia, que decorreu no Batalhão de Infantaria Mecanizado de Lagartas da Brigada Mecanizada, foi presidida pelo Chefe do Estado-Maior do Exército (CEME), General José Nunes da Fonseca, e contou com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Constância, Sérgio Oliveira, do Comandante das Forças Terrestres, Tenente-General Martins Pereira, entre outras entidades militares e civis.

Os familiares e amigos dos militares da Força, apesar de não estarem presentes na cerimónia, foram evocados e enaltecidos pelo Comandante da 6FND/AFG, Major Marco Silva, pelo “papel fundamental que desempenharam, enquanto pilar de incentivo, motivação e apoio durante o aprontamento”.

“É com uma grande honra e um indescritível orgulho que participo nesta missão como vosso Comandante, assumindo publicamente o privilégio que sinto em comandar tão nobres soldados de Portugal”, acrescentou o Comandante da Força, demonstrando-se “ciente da elevada responsabilidade” que recai sobre a 6FND/AFG pelo cumprimento desta missão internacional.

O General José Nunes da Fonseca, na sua alocução, destacou que esta cerimónia de entrega do Estandarte Nacional traduz o reconhecimento da prontidão da 6FND “para o cumprimento da missão, aquém e além-fronteiras”, tendo salientado, ainda, a coesão que a Brigada Mecanizada, enquanto Unidade Mobilizadora, “sempre imprime em todos os Contingentes Nacionais que apronta, fruto do salutar espírito de armas combinadas que forja diariamente”.

“Estamos certos de que estareis à altura do desafio, na certeza dos vossos contributos para o reforço do prestígio do Exército e das Forças Armadas, em nome de Portugal”, disse Nunes da Fonseca.

A 6FND/AFG integra 170 militares, sendo 154 da Força de Reação Rápida e 16 militares do Elemento de Apoio Nacional, provenientes da Zona Militar dos Açores, da Zona Militar da Madeira e da Brigada Mecanizada. Esta Força assumirá a missão de contribuir para a segurança do Aeroporto Internacional de Hamid Karzai, em Cabul.

Depois de cumprido o período de quarentena que se segue, a Força será projetada em janeiro de 2021.

Mário Rui Fonseca

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.