Igreja Nª Senhora dos Mártires - Matriz de Constância. Foto: JF Constância

A Câmara Municipal de Constância vai financiar a 100% uma intervenção na iluminação da Igreja Matriz. Em causa está a resolução de problemas técnicos, nomeadamente a nível de curto-circuitos.

“Tendo em conta que a Igreja é um imóvel de interesse histórico, turístico, e tendo em conta que estava a sofrer de problemas técnicos, nomeadamente curto-circuitos, com muitas luzes fundidas, nós entendemos apoiar a 100% porque o que ia acontecer era que a Igreja ia ter paulatinamente cada vez menos luz e não podemos ter um edifício daquela magnitude naquelas condições”, afirmou em reunião de Câmara a 19 de janeiro o vereador Pedro Pereira (PS), que apresentou a proposta de apoio financeiro à Fábrica da Igreja Paroquial de Constância para a substituição da iluminação da Igreja Matriz.

Justificando o apoio a 100% pelo facto de a paróquia não ter condições financeiras para fazer tal intervenção num futuro próximo, o vereador deu conta de que a Câmara já foi ao local com uma empresa para precisar orçamentos, sendo esta uma ação que rondará os 3.255,00€ de investimento.

Com aprovação unânime por parte do executivo camarário, a vereadora Manuela Arsénio (CDU) mostrou-se concordante com a preservação do património mas questionou sobre se a Diocese “se se manifestou alheia a este processo e se não teve possibilidade nenhuma de apoiar esta recuperação da Igreja”, lamentando a falta de contributo.

Em resposta, Sérgio Oliveira (PS) referiu ser raro as dioceses financiarem as paróquias nestas situações, sendo comum o inverso, sublinhando que este apoio “nada tem a ver com o facto de sermos crentes ou não” mas sim pelo “imóvel histórico, cultural e artístico que temos no nosso território”.

Classificada como imóvel de interesse público, a Igreja Matriz de Constância (Igreja de Nossa Senhora dos Mártires) foi edificada no século XVII e é atualmente um dos postais de atração da vila poema.

Ana Rita Cristóvão

Abrantina com uma costela maçaense, rumou a Lisboa para se formar em Jornalismo. Foi aí que descobriu a rádio e a magia de contar histórias ao ouvido. Acredita que com mais compreensão, abraços e chocolate o mundo seria um lugar mais feliz.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.