Câmara de Constância aprova caducidade de alvará de hotel apresentado há 7 anos. Foto arquivo: mediotejo.net

O Villa Tejo Nature & Spa Hotel foi apresentado como representando um investimento de cerca de 5 milhões de euros, contava com comparticipação em cerca de 1 milhão de euros por fundos comunitários e criaria 30 postos de trabalho diretos. Contudo, na quarta-feira, 28 de setembro, sete anos passados desde a apresentação do projeto, a Câmara Municipal de Constância aprovou, por unanimidade, a caducidade do alvará do qual era detentor o promotor do investimento, a Vila Poema – Sociedade Exploração e Gestão Hoteleira, Lda. O presidente da Câmara de Constância, Sérgio Oliveira, disse tratar-se de um processo administrativo.

“O alvará que existia chegou ao prazo limite de validade. Declaramos a intenção de caducidade, notificámos o requerente, que no período de audiência prévia não se manifestou e daí a proposta de declarar de forma executiva aquele licenciamento”, explicou aos jornalistas Sérgio Oliveira à margem da reunião de Câmara.

O presidente esclareceu que “este promotor ou outro promotor que mostre interesse em concluir as obras pode sempre vir à Câmara Municipal requerer, se for outro requerente, o averbamento do alvará e a renovação do respetivo alvará”.

No entanto, como a obra mereceu apoio financeiro do Turismo de Portugal, a Câmara Municipal questionou aquela entidade pedindo um ponto de situação do processo, até porque “nada poderá ser feito ali sem o Turismo dar aval”, refere, acrescentando que, inclusivamente, o Turismo de Portugal pode avançar com a obra do hotel, que inicialmente tinha data prevista de inauguração na primavera de 2019.

“Numa reunião que tive em Lisboa foi dada essa possibilidade. O Turismo de Portugal tem um fundo próprio para concluir as obras e depois colocariam em arrendamento pelo período de 10 anos e opção de compra para quem quisesse comprar no final do investimento”, deu conta Sérgio Oliveira.

O hotel em fase de construção. Foto: mediotejo.net

Quem passa na Estrada Nacional 3, na entrada norte da vila de Constância, percebe que a construção de um empreendimento encontra-se parada. Aquele que seria (ou será) o Villa Tejo Nature & Spa Hotel, unidade hoteleira de quatro estrelas com vista para o rio Tejo.

O projeto do novo hotel contava com: 28 quartos duplos, 10 suites, 5 suítes premium com jacúzi na varanda, SPA com piscina interior, jacúzi, banho turco, sala de relaxamento e massagem com duche, restaurante, bar e auditório. No exterior haverá áreas verdes de utilização comum, percursos pedestres, e de btt, zonas de estacionamento, uma esplanada panorâmica e uma piscina exterior para adultos e crianças.

Notando que também estão envolvidas no processo entidades bancárias, agora, o presidente da Câmara sublinha que “soluções existem” e que aquando da resposta do Turismo de Portugal, a Câmara vai pedir “que as soluções sejam céleres porque temos um edifício à entrada da vila que gostávamos de ver terminado e em funcionamento”.

“Para além do aspeto visual que causa precisamos de mais oferta hoteleira no concelho, a que temos não tem capacidade para absorver a procura que temos neste momento”, garante o edil, que espera ter uma resposta do Turismo de Portugal até meados de outubro. Se até essa data “não existir uma resposta, iremos insistir novamente”.

ÁUDIO | SÉRGIO OLIVEIRA, PRESIDENTE CM CONSTÂNCIA:

Áudio: Sérgio Oliveira
Perspetiva da obra junto à EN3, com o rio Tejo ao fundo. Foto arquivo: mediotejo.net

Paula Mourato

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *