Um dos incêndios já em fase de rescaldo. Foto: mediotejo.net

A empresa intermunicipal RSTJ – Gestão e Tratamento Resíduos (Resitejo) acaba de lançar um concurso para “Construção do Sistema de Segurança Contra Risco de Incêndio e Rede de Água do Serviço de Incêndio” com o preço base de 989 mil euros + IVA.

No seu plano de atividades, a Resitejo considera que “nas atuais condições e exigências legais os sistemas de emergência e combate a incêndio assumem especial importância”. Por isso e dando cumprimento à recomendação da Comissão constituída por técnicos da APA – Agência Portuguesa do Ambiente e CCDR LVT – Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional, é lançado este concurso público “para a realização das obras inerentes à construção da rede de emergência e combate a incêndios”.

Quase todos os anos há incêndios no aterro sanitário e noutras instalações da Resitejo, situado no Eco-Parque do Relvão, freguesia da Carregueira no concelho da Chamusca.

Sobretudo no verão, a acumulação de detritos e de gás metano, associada às elevadas temperaturas podem potenciar ignições que provocam incêndios com milhares de euros de prejuízos.

O anúncio do concurso foi publicado no Diário da República do dia 20, tendo as empresas 20 dias para apresentarem propostas. O prazo de execução da empreitada é de cinco meses após a respetiva consignação.

José Gaio

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.