Projeto piloto de recolha porta a porta arrancou na Chamusca. Foto: CM Chamusca

A Resitejo lançou um comunicado a informar que o serviço de Recolha Porta-a-Porta Doméstica é gratuito e a alertar que “qualquer tentativa de cobrança do mesmo, é fraude”. Desde janeiro de 2020 que a Resitejo tem vindo, a implementar um sistema de recolha porta-a-porta no sector doméstico, “projeto que tem merecido boa aceitação por parte da população envolvida, tanto na adesão ao mesmo como nas quantidades recolhidas”, destaca a empresa no referido comunicado.

“Atendendo aos contínuos rumores que nos têm feito chegar de que este serviço tenderia, a curto prazo, a ser pago, servimo-nos do presente para informar que o mesmo é gratuito e assim permanecerá”, garante a Resitejo.

A empresa recomenda que, em caso de tentativa de cobrança pelo serviço, devem ser contactadas as autoridades competentes.

Nesta altura, a Recolha Porta-a-Porta funciona como projeto piloto em algumas localidades dos concelhos da Chamusca, Constância, Vila Nova da Barquinha e em algumas zonas da cidade do Entroncamento.

José Gaio

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.