A Praça de Touros da Chamusca foi construída em 1919. Foto: DR

Está marcado para o dia 23 de outubro um Festival Taurino misto a favor da Santa Casa da Misericórdia da Chamusca em homenagem a Ricardo Chibanga, o único matador de touros africano da história da tauromaquia, que morreu em abril de 2019, aos 76 anos.

O espetáculo, que encerra as comemorações do centenário da praça de toiros da Chamusca, já tem cartel definido: cavaleiros João Ribeiro Telles, Tristão Ribeiro Telles e Vasco Veiga e, na lide apeada, os matadores de toiros Morante de la Puebla, El Fandi, José Maria Manzanares e o português Juanito.

Para pegar os toiros vão estar os dois grupos de forcados da terra, Amadores da Chamusca e Aposento da Chamusca, capitaneados por Nuno Marecos e Pedro Coelho dos Reis, respetivamente.

Os toiros vêm de várias ganadarias de Rosa Rodrigues, Manuel Veiga, Passanha, Garcia Jiménez e Calejo Pires.

José Gaio

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.