Centro BTT do Arripiado. Foto: mediotejo.net

Os sete percursos de Cycling e uma ligação, com um total de 362 Km, estão verificados e aprovados, prontos para serem utilizados pelos ciclistas no concelho da Chamusca. O anúncio foi feito pelo Presidente da Câmara na reunião do executivo, realizada no dia 9 de fevereiro por videoconferência.

Paulo Queimado teve uma reunião, no dia 3 deste mês, com dirigentes da Entidade Regional de Turismo (ERT) do Alentejo e Ribatejo, onde se fez o ponto da situação da Rede de Centros Cycling do Alentejo e Ribatejo, que tem no total uma extensão de 3500 km e 11 centros de BTT, dos quais o Centro de BTT da Chamusca, no Arripiado, foi o primeiro a ser inaugurado há um ano.

Todos os percursos já estão carregados na plataforma, com as informações necessárias e pertinentes para os praticantes.

Em relação às estações de serviço, o autarca referiu que falta apenas a publicidade na estação do Chouto situada ao lado da Área de Serviço de Autocaravanismo, fazendo notar algumas dificuldades nesta fase da pandemia.

A outra estação, situada junto ao mercado municipal da vila já está concluída, verificada e aprovada.

Naquela reunião, a ERT sugeriu que, através da Federação Portuguesa de Ciclismo, se faça a necessária divulgação e se organizem provas para que os ciclistas comecem a vir ao concelho da Chamusca para conhecer os percursos, objetivo que está dependente da evolução da pandemia.

Quanto à gestão do centro Cycling do Arripiado, o Presidente da Câmara anunciou que, nesse sentido, será assinado um contrato programa com União Cultural e Desportiva Arripiadense (UCDA), do Arripiado.

Notícias relacionadas:

Chamusca | Novo Centro de BTT de Arripiado, “um sonho” para potenciar o turismo (c/ fotos e vídeo)

CHAMUSCA | NOVO CENTRO DE BTT DE ARRIPIADO, “UM SONHO” PARA POTENCIAR O TURISMO (C/ FOTOS E VÍDEO)

José Gaio

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.