Momento da inauguração (Foto: DR)

A obra de reabilitação do Moinho da Estrada do Campo, situado no cruzamento da EM 1381 com a EM 586, na Chamusca, foi inaugurada no dia 10 pelo Presidente da Câmara, Paulo Queimado, após a tradicional apanha da espiga.

Num dia “maior” para as gentes da Chamusca, feriado municipal, quinta feira da Ascensão, a inauguração marcou “aquilo que é uma grande tradição, que representa as vivências e memórias do nosso povo”, sublinhou o autarca.

Paulo Queimado pretende que o moinho contribua para “um avivar de memórias de todos” e que seja considerado “um monumento ao trabalhador do campo”.

No século passado, aquele era um local de pausa para o almoço no campo, depois da largada de toiros. De tarde, era tradição entre os antigos, após a sesta, irem ver a corrida de toiros.

Na adolescência, lembra o Presidente da Câmara, era um local de paragem obrigatória ao fim do dia, em que subiam ao cimo do moinho para fumar um cigarro às escondidas ou ver o pôr do sol.

A obra de requalificação do moinho foi adjudicada a Daniel de Oliveira Barreto Mendes por 24.921,34 euros + IVA.

José Gaio

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.