Quaresma de Oliveira é o atual vereador do PSD na Câmara de Torres Novas Foto: mediotejo.net

O PSD de Torres Novas apresentou na quinta-feira, 7 de setembro, o seu programa eleitoral. Assente em três eixos – competitividade, sustentabilidade e identidade – apresenta medidas como um Gabinete de Apoio ao Investidor, o programa “Creche Torres Novas”, um “Corredor Verde do Almonda” e uma aposta no Turismo Verde e na vocação turística das aldeias. Foi ainda defendido a resolução dos problemas ambientais que afetam o município.

A sessão de apresentação no Estúdio Alfa contou com a presença do presidente da distrital do PSD, Nuno Serra, e do líder parlamentar do PSD, Hugo Soares. Ambos reiteraram a confiança em que João Quaresma de Oliveira, o candidato à Câmara Municipal, possa alcançar uma vitória a 1 de outubro.

Quaresma de Oliveira apresentou de seguida as linhas gerais do seu programa eleitoral, afirmando que se quer tornar Torres Novas num dos concelhos com melhor qualidade de vida no país. A aposta vai assim para a competitividade, a sustentabilidade e o desenvolvimento de uma identidade melhorando as condições desportivas, o património e o turismo.

Apresentadas as listas à Câmara, Assembleia e nove juntas de freguesia. Foto: mediotejo.net

Na área do Emprego, o PSD propõe a criação de um selo “Made in Torres Novas” que valorize os produtos locais, um Gabinete de Apoio ao Investidor com enfoque na promoção das zonas industriais, e o desenvolvimento das ofertas locais de formação.

Na Educação a proposta mais saliente é o programa “Creche Torres Novas”, que em conjugação com as IPSSs e outras instituições pretende melhorar o acesso à valência de creche. O PSD quer também postar no alargamento da fibra óptica no concelho e da rede wi-fi.

No que toca ao Ambiente pretende-se criar um Observatório Local do Ambiente e um “Corredor Verde do Almonda” que, segundo Quaresma de Oliveria, “não é uma ciclovia pelo Almonda”, mas um espaço de interpretação ambiental, de promoção do lazer e do desporto. “O objetivo é valorizar o que temos de bom no concelho”, frisou.

O PSD quer ainda promover a regeneração do edificado como primeira opção e criar mais Áreas de Reabilitação Urbana. Vai procurar-se melhorar a rede social, nomeadamente a habitação social, assim como a oferta de instalações desportivas, algumas a precisar de obras.

Na Cultura e Património, o candidato do PSD salientou a necessidade de valorizar mais as festas fora da cidade, como a Bênção do Gado, e recuperar as festas da cidade na praça 5 de outubro. No Turismo a aposta vai para a criação do programa “Aldeias com vocação turística”, por forma a valorizar as características particulares das aldeias do concelho e promover a sua visitação. O objetivo geral é afirmar o concelho no âmbito do “Turismo Verde”, com oferta em atividades de aventura, lazer, natureza, desporto e ciência.

Quaresma de Oliveira terminaria a sua intervenção referindo que “não existe sustentabilidade no nosso território”, sendo necessário resolver os problemas ambientais.

Por fim foram apresentadas as listas à Câmara, Assembleia e a nove freguesias do concelho. Ao município concorrem: João Quaresma de Oliveira, António Nobre, Evelina Cebola Mendes e André Valentim.

À Assembleia concorrem: Rosa Amora, Jorge Simões, Maria da Conceição, Evelina Cebola Mendes, José Carlos Franco e Paulo Jorge Valério. De salientar que o presidente da assembleia municipal é escolhido internamente, não sendo necessariamente o cabeça de lista do partido vencedor.

Nas freguesias, o PSD vai apoiar a lista independente a Assentis. A Chancelaria concorre Josete Domingos, a Meia Via concorre João Frade, ao Pedrógão Mónica Órfão, a Riachos Tiago Borga, à união de São Pedro, Lapas e Ribeira Branca a já anunciada Maria Sotomayor, à união de Santa Maria, Santiago e Salvador o Tiago Ferreira, Henrique Macedo concorre a Olaia e Paço, Elisabete Nunes à Zibreira e Pedro Inverno à união de Brogueira, Parceiros de Igreja e Alcorochel.

 

Cláudia Gameiro

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.