Foto: D.R.
O PSD e o CDS de Torres Novas encontravam-se há algum tempo em negociações, com vista a formar uma coligação e concorrer com uma lista única às autárquicas. Mas em comunicado divulgado esta quarta-feira, 1 de março, o CDS de Torres Novas faz saber que decidiu avançar sozinho, explicando que não se encontrou um acordo “viável” entre os dois partidos. Questionado pelo mediotejo.net sobre a data da apresentação da candidatura do CDS e qual o candidato, o líder da concelhia, Miguel Bento, preferiu não avançar com mais informações.
O texto começa por explicar que “após reunião da sua comissão concelhia aberta aos militantes, o CDS de Torres Novas decidiu concorrer às próximas eleições autárquicas de forma autónoma”. “O CDS de Torres Novas entende que é pelo desenvolvimento de uma visão estratégica própria e independente para a cidade e para o concelho de Torres Novas, bem como pela aproximação direta aos cidadãos e eleitores do concelho, que se constituirá uma alternativa credível ao poder vigente, no respeito por todas as forças partidárias”, esclarece.
“Temos a firme convicção de que, mais do que votar em partidos, são importantes as pessoas e os projetos consequentes para o futuro da nossa comunidade! Aceitamos percorrer esse caminho no melhor interesse dos cidadãos do nosso concelho, e decidimos assim não escolher a via mais fácil”, continua.
A concelhia explica que apesar das negociações com o PSD “não foi atingido um acordo viável que pudesse preservar a identidade do CDS, mediante a criação de um projeto novo e renovador para o concelho”. Contrariam-se assim, sublinha, as notícias que davam a coligação já como certa. “Pelo contrário, o CDS confirma uma candidatura autónoma, que integrará cidadãos independentes, e dará corpo a um projeto próprio que a seu tempo comunicará aos cidadãos do concelho de Torres Novas”, termina.

Cláudia Gameiro

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.